PUBLICIDADE
Topo

Dracena quis mais treinos e fez reunião com Tite para dar volta por cima

do UOL

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

16/10/2015 07h53

O prêmio a um esforço pessoal. Na cabeça de Edu Dracena, a noite de quinta-feira com Corinthians 3 x 0 Goiás teve esse sabor em Itaquera.  

Aos 35 anos, o experiente zagueiro ainda luta para conquistar os corintianos e colocou esse objetivo à frente nos últimos meses. O primeiro gol com a camisa do clube, marcado diante do Goiás, além de exibição segura na defesa, foram recompensas para quem busca a volta por cima. Graças ao triunfo, o Corinthians manteve a liderança do Brasileirão com cinco pontos de vantagem. 

Titular no início da campanha na Série A, Edu Dracena perdeu lugar para Felipe. Insatisfeito com o próprio desempenho, admitiu para si próprio que precisava evoluir e trabalhou para isso. 

Edu Dracena fez primeiro gol com a camisa corintiana - Ernesto Rodrigues/Folhapress
Edu Dracena fez primeiro gol com a camisa corintiana
Imagem: Ernesto Rodrigues/Folhapress

Há aproximadamente dois meses, Dracena redobrou a carga de treinamentos. Antes de ir a campo diariamente, realiza trabalhos para ganho de força com o auxiliar de preparação física Flávio Furlan. Já ao fim das atividades, faz saltos acompanhados pela comissão técnica. O efeito foi visto diante do Goiás, com gol de cabeça, e recompensou Edu: a iniciativa de aprimorar a impulsão partiu dele próprio. 

Para essa programação, o respaldo de Tite também foi importante. Em momento de baixa na equipe, Edu Dracena procurou o treinador para saber se estava nos planos para o Brasileirão e gostou da conversa. No meio do caminho, ainda ganhou um incentivo extra: acertou, com o lateral Edílson, uma troca de camisas. Deu a número 33 para o colega e recebeu a 2, com a qual conquistou títulos importantes pelo Santos. 

No momento em que o jovem zagueiro Yago ganhou pontos com Tite por dar conta do recado na lateral esquerda, Edu Dracena conseguiu manter sua condição de reserva imediato com a segura atuação diante do Goiás, além de ter contribuído diretamente no ataque. 

Para o treinador, melhor impossível. O desempenho destacado de mais um suplente endossa o discurso de Tite de ter todos os membros do elenco bem treinados e preparados para quando requisitados, exatamente como Dracena. 

"O Edu trabalha muito sério, do mais alto nível pessoal e profissional, com nível de concentração nos trabalhos, com seriedade. Tem o Yago nessa leva. Fico feliz pela qualidade e competição leal entre eles. Eu disse que uma hora ia entrar o gol dele, já tinham passado duas no pau. Ele acrescentou ofensivamente e deu segurança defensiva", comentou Tite. 

Esporte