Topo

Lateral do Inter se diz 'perseguido', mas evita pensar em vaias

AFP PHOTO / Vinicius COSTA
Fabrício se diz perseguido e sabe que não pode errar em jogos do Internacional Imagem: AFP PHOTO / Vinicius COSTA
do UOL

Do UOL, em Porto Alegre

2015-03-13T12:47:48

13/03/2015 12h47

Fabrício sabe que não pode errar. O lateral esquerdo do Internacional se diz perseguido, em tom de desabafo. Segundo ele, reconhece que não acerta sempre, mas um erro prece 10. Enquanto isso, trabalha para não se atrapalhar com as vaias. 

"Desde que cheguei ao Inter sou criticado e xingado por todos. Procuro fazer minha parte. Todos os treinadores sempre me colocaram. Vou procurar fazer o que eles pedem. Se eu errar 10, 15 bolas, sei quando eu erro. Mas errar um passe, parece que errei 200. Estou 'batizado' com isso. Não deixo entrar. Quero correr pelos meus companheiros, minha comissão técnica  quem gosta de mim", disse em entrevista coletiva na quinta-feira. 
 
Fabrício marcou um dos gols do Inter na vitória por 3 a 0 sobre o Aimoré e celebrou o esquema 3-5-2 utilizado por Diego Aguirre. 
 
"Para mim é uma maravilha. Poderíamos jogar assim sempre. Mas sei que não é assim. Pode ser uma boa alternativa", comentou. 
 
O Internacional deu folga aos jogadores nesta sexta-feira. O elenco trabalhará no sábado e volta a campo domingo para pegar o Brasil de Pelotas pela 11ª rodada do Gauchão. O time utilizado será reserva por conta da proximidade com o jogo diante do Emelec, no Equador, marcado para a próxima quarta. 

Mais Esporte