PUBLICIDADE
Topo

Uniforme polêmico foi desenhado por ciclista do próprio time: 'não há malícia'

Do UOL, em são Paulo

15/09/2014 10h56

tão polêmico uniforme que a equipe IDRD vestiu na Volta da Toscana, na Itália, e que gerou repercussão mundial foi desenhado por uma ciclista do próprio time. Presidente da Liga de Ciclismo de Bogotá, Carlos Orlando Ferreira Pinzón revelou este detalhe ao sair em defesa das atletas, que vem sendo criticadas pela escolha de uma veste que insinua mostrar parte do corpo nu. Até a federação internacional já se posicionou contra seu uso.

Em uma nota divulgada por Pinzón, o dirigente afirmou não ver problemas com o uniforme e insinuou que efeitos de luz na foto prejudicaram o entendimento de algo feito sem malícia.

“A Liga de Ciclismo de Bogotá lamenta a controvérsia gerada pelo uniforme da damas que participam da Volta da Toscana, na Itália. Além disso, lamenta a falta de respeito e a zombaria a que foram expostas nossas esportistas”, afirmou ele.

“Já se transcorrem 9 meses em que as ciclistas competem com este uniforme e só agora o uniforme virou objeto de zombaria, por conta de um meio de comunicação ou de uma pessoa sensacionalista. O uniforme foi criado por uma das integrantes da equipe, a Angie Rojas. Além disso, foi avaliado pelas companheiras, patrocinadores e pela IDRD”, disse o presidente, apesar de a IDRD dizer que é apenas uma patrocinadora e que não tem nada a ver com tudo isso.

Para Pinzón, o julgamento exagerado em relação à foto não é justo e tira o foco dos resultados e esforços esportivos das ciclistas. E defende que não há insinuação alguma na veste.

  • 34340
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/09/15/a-federacao-deve-proibir-a-equipe-de-ciclismo-de-correr-com-este-uniforme.js

“Na fotografia que aparece na mídia, há um efeito visual que não se vê em outras imagens. A controvérsia se dado por acaso, gerada simplesmente por efeitos de luz na fotografia”, alega ele.

Repercussão negativa

O caso gerou muita repercussão e até o presidente da a federação internacional de ciclismo (UCI) se posicionou. Brian Cookson se mostrou totalmente avesso à escolha do time disputou com esta roupa a Volta da Toscana, na Itália.

"Para os muitos que levantaram o assunto de um certo uniforme de uma equipe, nós estamos em cima deste caso. Isso é inaceitável para qualquer padrão de decência", afirmou ele.

A empresa que dá o nome ao IDRD (Instituto Distrital de Recreación y Deporte) se explicou. Aldo Cadena, diretor do instituto, afirmou que eles apenas patrocinam a equipe.

"Não temos nada a ver com a escolha deste desenho de uniforme das jovens que estão participando da Volta da Toscana. Como patrocinadores, não fomos consultados e nem aprovamos o desenho do traje", disse ele.

"Nos parece que o desenho não foi adequado para este tipo de competência e que, em vez de gerar interesse pela participação e desempenho esportivo, gerou só burburinho nas redes sociais.

A equipe se prepara para disputar o Mundial de estrada, entre 21 e 28 de setembro.

Esporte