Topo

Pelada de Zico tem furo de Adriano, Renato Gaúcho xingado e show de Romário

do UOL

Bernardo Gentile e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/12/2013 19h57

Como de costume há uma década, Zico realizou na tarde deste sábado sua já tradicional pelada de final de ano e recebeu ex-jogadores e amigos para um jogo festivo no Maracanã. Nem todos os convidados, porém, compareceram. Após confirmar sua presença e garantir ao "Galinho" que estaria no estádio, o atacante Adriano "furou" o combinado e não apareceu para a partida.

A ausência do Imperador confirmou a expectativa de alguns integrantes da organização que já não levavam muita fé na presença de Adriano. Para muitos, mesmo com a confirmação prévia, o jogador não abriria mão de momentos de folgas com amigos em familiares no Rio de Janeiro neste final de ano.

E se Adriano não apareceu, coube a outros grandes craques fazer a alegria do bom público que, mesmo com o forte calor do Rio de Janeiro, compareceu ao Maracanã. Entre muitos xingamentos a Renato Gaúcho e uma festa para Zico e o artilheiro Romário, o público, composto em sua maioria por torcedores do Flamengo, viu um jogo movimentado e recheado de gols.

O time de vermelho, denominado "Amigos do Zico", venceu a equipe branca - "Estrelas do Brasil" - por 7 a 3. Romário, que marcou três vezes, foi o grande destaque.

Show de Romário em campo

Com a bola rolando, bastaram quatro minutos para que a festa ficasse praticamente completa. Anfitrião do espetáculo, Zico recebeu de Romário, passou por três marcadores, driblou o goleiro Milagres e fez um golaço, levando ao delírio os quase 50 mil espectadores presentes ao Maracanã.

Três minutos depois foi a vez de outro craque do passado brilhar e balançar as redes. Romário recebeu de Hernane dentro da área e, como nos velhos tempos, finalizou com categoria para fazer 2 a 0 para o time vermelho.

Na segunda metade do primeiro tempo, Conca descontou para o time branco em tiro livre indireto dentro da área. Os poucos torcedores do Fluminense presentes comemoraram, mas logo foram abafados pelos rubro-negros no Maracanã.

Minutos antes do intervalo, Romário ainda arranjou tempo de marcar mais um gol. O Baixinho recebeu passe de letra de Adílio e, mesmo sem espaço, finalizou com estilo para ampliar a vantagem do time de vermelho e ser ovacionado pelos fãs no estádio. "Ei, ei, ei, o Romário é nosso rei. Olê, lê, olá, lá, o Romário vem aí e o bicho vai pegar", gritavam os torcedores no Maracanã.

Na volta para o segundo tempo, as chances de gols continuava sendo criadas, mas foi em uma substituição que se deu o maior alvoroço da torcida. Ao deixar o campo, Renato Gaúcho foi muito xingado. O novo técnico do Fluminense e "alvo" preferido das arquibancadas teve que encarar a fúria da maioria rubro-negra no Maracanã.

E quando a bola voltou a rolar após a troca, o cenário do primeiro tempo se repetiu: mais um gol de Romário. E nova festa da torcida. O ex-atacante recebeu dentro da área e não desperdiçou, ampliando a vantagem dos "amigos do Zico". Depois, Rafinha, "xodó" de Zico, anotou um gol e foi muito celebrado pelo craque. O filho de Zico, Thiago, fechou a goleada para o time do pai. Romarinho, filho de Romário, e o estrangeiro Rayan Zico, da quinta divisão inglesa, ainda descontaram para as Estrelas do Brasil. No último minuto, beto fez mais um para o time de Zico.

No final do jogo, Zico agradeceu a presença de todos e também a torcida. “Foi uma grande festa. Grandes jogadores compareceram. O novo Maracanã está aprovadíssimo. Jogar em uma mesa de bilhar assim não tem como errar”, disse o ex-atleta do Flamengo ao Sportv.

AMIGOS DO ZICO 7 x 3 ESTRELA DO BRASIL

Data: 28/12/2013 (sábado)
Local: Estádio Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Vagner Tardelli (RJ)
Público presente: 50.625
Gols: Zico, aos 4, e Romário, aos 7 e aos 40 minutos do primeiro tempo e aos 16 do segundo tempo; Conca, aos 26 minutos do primeiro tempo. Rafinha, aos 28min do segundo tempo; Thiago Coimbra, aos 30min do segundo tempo; Ryan Zico, aos 34 do segundo tempo; Beto, aos 44min do segundo tempo.

Amigos do Zico (Vermelho)
Fillol (Felipe), Leo Moura (Ibson), Jayme de Almeida (Juan), Wallace e Leonardo (Athirson); Júnior (Alcindo, depois Nunes), Elias (Beto), Tita (Adílio, depois Rafinha) e Zico: Hernane (Thiago Coimbra) e Romário (Edu)

Estrelas do Brasil (Branco)
Milagres (Marcelo Lomba), Djair (Souza), Pereira (Rogério, depois Romarinho), Gonçalves (Jean) e Paulo César (Júlio César); Luisinho (Marcão, depois Lucas Piazon), Conca (Ryan Zico), Ademir da Guia (Emerson Sheik) e Nakata (Alex Dias); Renato Gaúcho (Edu Lima) e Cláudio Adão (Walter)

Mais Esporte