Topo
Entretenimento

Vinho líquido mais antigo do mundo era branco e foi descoberto em tumba

O vinho mais antigo do mundo foi encontrado em uma tumba romana - Divulgação/ Jornal de Ciência Arqueológica.
O vinho mais antigo do mundo foi encontrado em uma tumba romana Imagem: Divulgação/ Jornal de Ciência Arqueológica.
do UOL

Colaboração para o UOL, de São Paulo

24/06/2024 04h00

Pesquisadores espanhóis encontraram o vinho em estado líquido mais antigo do mundo em uma casa na cidade de Carmona, perto de Sevilha, no sul da Espanha.

A descoberta aconteceu por acaso, quando os moradores do local estavam realizando uma reforma. A novidade foi publicada na revista científica Jornal de Ciência Arqueológica.

No local, os arqueólogos encontraram cinco litros do que descobriram ser o vinho mais antigo do mundo, com 2 mil anos. Até então, o vinho mais antigo preservado já encontrado era uma garrafa encontrada em uma tumba romana, em Speyer, na Alemanha, datada de 325 d.C, segundo o artigo.

Além do vinho, na tumba estavam os restos cremados de um homem romano - o que deixou o líquido turvo, segundo os pesquisadores.

O local era um mausoléu subterrâneo com outras oito tumbas, onde estavam os restos de seis pessoas. Foi provavelmente a localidade escondida dentro de uma rocha, que fez com que o líquido ficasse preservado por tantos anos, de acordo com os estudiosos.

g - Divulgação/ Jornal de Ciência Arqueológica. - Divulgação/ Jornal de Ciência Arqueológica.
Tumbas do mausoléu onde foi encontrado o vinho mais antigo do mundo
Imagem: Divulgação/ Jornal de Ciência Arqueológica.

O líquido tinha elementos químicos semelhantes aos vinhos encontrados atualmente na mesma região da Espanha, como o Xerez.

Apesar do vinho mais antigo do mundo ter coloração marrom-avermelhada, ele era branco. Os estudiosos explicam que a mudança de cor deve ter ocorrido ao longo dos anos, devido a reações químicas.

Entretenimento