Topo
Entretenimento

Tome cuidado com a cowgirl invertida, a posição mais perigosa do mundo

A maioria dos casos de fratura peniana ocorre quando a mulher está por cima  - Lese Pierre
A maioria dos casos de fratura peniana ocorre quando a mulher está por cima Imagem: Lese Pierre
do UOL

Colaboração para Universa*

24/06/2024 04h00Atualizada em 24/06/2024 21h48

Não tem nada mais anticlímax do que perceber que, no meio do vaivém, o pênis do parceiro quebrou. Consegue imaginar a dor? Já pensou precisar interromper o sexo para ir ao pronto-socorro?

Um estudo sobre fratura peniana de 2021, divulgado pelo National Center for Biotechnology Information, dos Estados Unidos, afirma que 57,2% dos pacientes que já passaram por esse problema tiveram a fratura enquanto o pênis estava ereto em meio ao sexo.

Isso pode acontecer quando a posição sexual mais perigosa do mundo entra em jogo. Estamos falando da cowgirl invertida, responsável por até 50% dos casos de traumas penianos. Porém, atenção: não é a única posição que pode levar o homem ao centro cirúrgico.

Sem contato visual

Mas o que é a fratura do pênis? Como se trata de um órgão sem osso, o que acontece não é exatamente uma fratura e, sim, uma lesão na túnica albugínea. Essa pele cobre e protege todos os vasos sanguíneos da região que o permitem ficar ereto.

Quando rompe, libera uma grande quantidade de sangue, deixando o pênis extremamente inchado e curvado para um dos lados. O resultado pode até ser chamado de pênis berinjela, devido a semelhança com o legume.

Como o sexo consiste no vaivém que vai da cabeça à base do pênis, qualquer movimento que se faça diferente disso pode gerar uma fratura.

A posição cowgirl invertida consiste no homem deitado por baixo e a mulher montada por cima. Porém, ela fica de costas para o parceiro. Nesses casos em que não há visão para o que está acontecendo — por estar de costas para o par durante a penetração — fica mais fácil ocorrer esse tipo de trauma. Afinal, a mulher não consegue perceber visualmente se há um desconforto naquele ritmo.

Na parede

Outras posições podem, também, trazer riscos. Além da cowgirl invertida, fazer sexo em pé, por exemplo, precisa de cuidados.

Se a mulher, que estará com as pernas em torno do homem, cansar ou se o parceiro perder um pouco da força no braço durante o vaivém, causando assim uma queda na pelve durante a penetração, o risco de fratura existe.

Mas, respire: você não precisa se preocupar. Ter uma fratura peniana é muito raro. Isso tende a acontecer em relações sexuais mais intensas, onde o pênis sai por completo e entra muito rápido. Às vezes, o homem pode não acertar o buraco e, além de machucar a mulher, acabar se lesionando.

Fonte: Lilian Fiorelli, ginecologista especialista em Sexualidade Feminina e Uroginecologia pela USP

*Com matéria publicada em 18/10/2021

Entretenimento