Topo
Entretenimento

'Rosto não era nosso': como foi criada a primeira Barbie negra?

Primeira Barbie oficialmente negra foi lançada em 1980 - Divulgação/Netflix
Primeira Barbie oficialmente negra foi lançada em 1980 Imagem: Divulgação/Netflix
do UOL

De Splash, em São Paulo

21/06/2024 04h00

A primeira boneca negra da Mattel não era considerada uma Barbie, mas amiga da versão branca. Em novo documentário da Netflix, que já está disponível no streaming, ex-funcionárias da Mattel contam a trajetória até o lançamento da primeira versão oficialmente negra da Barbie.

As feições não eram nossas. As maçãs do rosto, o nariz, os lábios, os olhos, tudo. Então foi tipo: 'Nós podemos deixar a boneca com a pele mais escura, e isso deve bastar'.
Monica L. Bailey em 'A Primeira Barbie Negra'

Amiga da Barbie

"Primeira Barbie Negra" conta a trajetória de luta pela criação de uma boneca negra. Em 1960, funcionárias da fábrica da Mattel pediam a Ruth Handler, dona da empresa, uma versão do brinquedo que as representassem.

Mattel criou sua primeira boneca negra em 1967, mas não era uma Barbie. Francie, como era chamada, era considerada prima da Barbie e já existia em sua versão branca, lançada no ano anterior.

Bonecas eram chamadas de "amigas da Barbie". No entanto, suas características não se assemelhavam às de mulheres negras, apenas o tom de pele era mais escuro.

Nunca pensei nas bonecas como não Barbies. Elas eram o que a Barbie significava para mim.
Shonda Rhimes

Shonda Rhimes é produtora executiva de 'A Primeira Barbie Negra' - Divulgação/Netflix - Divulgação/Netflix
Shonda Rhimes é produtora executiva de 'A Primeira Barbie Negra'
Imagem: Divulgação/Netflix

Mattel investiu US$ 200 mil e enviou funcionários à fábrica de brinquedos Shindana. A empresa, que se tornou a maior produtora de brinquedos para negros dos anos 1970 e 1980, criou sua própria boneca fashion, chamada Wanda, inspirada em mulheres locais e suas carreiras.

Primeira boneca negra oficialmente chamada de Barbie foi lançada em 1980. Conquista veio após a contratação de Kitty Black, primeira designer negra da marca, 21 anos após o lançamento do brinquedo original.

Queria que a garotinha negra tivesse algo com o que brincar que realmente se parecesse com ela. Queria que ela refletisse a aparência total de uma mulher negra. Deixamos os lábios mais cheios, alargamos seu nariz. Queria que fosse o completo oposto da Barbie.
Kitty Black

Barbie negra não foi promovida. Apenas Barbies brancas apareciam nos comerciais de televisão. A primeira publicidade de uma boneca negra foi com o lançamento das Barbies Shani, em 1991.

Desde então, Barbie ganhou diversas versões negras. Inclusive, em 2020, um dos "Vlogs" da boneca para o YouTube tratou sobre o racismo. Nele, duas Barbies, uma branca e outra negra, falam sobre os diferentes tratamentos recebidos por ambas devido ao preconceito racial.

Barbie ganhou sua versão do Brooklyn, com o mesmo nome da Barbie branca de Malibu, em 2021. Barbie "Brooklyn" Roberts terá até um universo próprio, com série da Netflix, bonecas e vlogs.


Entretenimento