Topo
Entretenimento

Moro no país dele e ele não quer que eu fale do meu país. É violência?

do UOL

De Universa, em São Paulo

17/06/2024 11h00

No "Metendo a Colher" desta segunda-feira (17), uma das seguidoras de Universa conta que vive no país do marido, mas ele não gosta que ela fale de sua origem. A colunista Cris Fibe fala sobre como isso pode ser negativo para o relacionamento dos dois.

"Moro no país dele, falo a língua dele, estamos perto da família dele e ele não quer que eu fique falando de ir pro meu país. É violência?", diz a seguidora.

Para Cris Fibe, o comportamento dele soa egoísta.

No mínimo ele não está olhando as suas necessidades, como é difícil estar longe da nossa rede de apoio, do nosso país por muitos anos.
Cris Fibe

A colunista diz que apenas este comportamento não pode ser considerado violento, mas que é um sinal de alerta para um relacionamento abusivo.

"Por que as pautas do casal são as do homem e não as nossas? Acho que você que vai saber melhor se beira a violência. Só isso que você está contando, não. Mas não deixa de ser um pouquinho abusivo, um pouquinho egoísta a pessoa não te olhar", afirma Fibe.

Além disso, ela também fala da importância do diálogo no relacionamento.

"Eu acho que um casamento depende de acordos e assim vai ficando equilibrado", ela diz. "Se você já está fora há alguns anos e sente falta de falar sua língua, de estar perto da sua família e você quer voltar, acho que, no mínimo, ele tem que te escutar e esse assunto tem que ser uma pauta do casal."

Toda segunda-feira, a jornalista Cris Fibe tira dúvidas sobre violência contra a mulher no quadro "Metendo a Colher", publicado nas redes sociais de Universa.

Entretenimento