Topo
Entretenimento

Zé de Abreu detona Cazarré por apoio a PL do Aborto: 'Reacionário e burro'

Zé de Abreu detonou Cazarré por apoio a PL do Aborto - Reprodução/Instagram/@josedeabreu e @cazarre
Zé de Abreu detonou Cazarré por apoio a PL do Aborto Imagem: Reprodução/Instagram/@josedeabreu e @cazarre
do UOL

De Splash, em São Paulo

16/06/2024 19h49

José de Abreu, 78, detonou Juliano Cazarré, 43, após o ator defender o Projeto de Lei 1904/2024. PL equipara o aborto a homicídio após 22 semanas de gestação, mesmo em casos de gravidez derivada de estupro.

O que aconteceu

Veterano chamou o colega de profissão de "reacionário do caralh*" e criticou o posicionamento do artista. "Burro pra cacete. Cego pela religião que nem entende", escreveu no X (antigo Twitter).

Quando a religião abate a inteligência acontecem esses abortos intelectuais. José de Abreu

Cazarré publicou nas redes sociais um vídeo defendendo o projeto. Nas imagens, o artista defendeu que "todo aborto é um assassinato de um inocente" e que até em casos de estupro, o aborto não apagaria o crime.

O assassinato da criança não apaga o crime, não vai fazer com que aquele trauma vá embora e é, na maioria das vezes, é apenas mais um trauma na vida de uma mulher já traumatizada. Após 22 semanas de gestação, o feto já tem possibilidade de viver fora do útero, e quem não quiser criar o filho pode entregar o filho para adoção. Juliano Cazarré

PL equipara o aborto a homicídio após 22 semanas de gestação mesmo em casos de gravidez derivada de estupro. A urgência foi aprovada em votação-relâmpago na Câmara na última quarta (12). O projeto ainda não tem data para ser votado.

Entretenimento