Topo
Entretenimento

Filme da Netflix mostra o gênio controverso que decifrou mensagens nazistas

Matthew Goode, Keira Knightley, Benedict Cumberbatch e Tuppence Middleton em cena de "O Jogo da Imitação" (2014) - Divulgação
Matthew Goode, Keira Knightley, Benedict Cumberbatch e Tuppence Middleton em cena de "O Jogo da Imitação" (2014) Imagem: Divulgação
do UOL

Júlio Boll

Colaboração para Splash

15/06/2024 04h00

"Jogo da Imitação" é mais do que um filme, é uma aula de história. Drama histórico dirigido por Morten Tyldum disponível na Netflix, o longa retrata a fascinante e trágica vida de Alan Turing (Benedict Cumberbatch), um gênio matemático que quebrou o código Enigma usado pelos alemães na Segunda Guerra Mundial. Turing, um indivíduo logicamente brilhante, mas socialmente inepto, junta-se a uma equipe montada pelo governo britânico com o objetivo de decifrar as comunicações nazistas.

Apesar de sua dificuldade em se relacionar com os outros, Turing rapidamente assume a liderança do grupo, dedicando-se à construção de uma máquina capaz de analisar todas as possíveis codificações do Enigma em um prazo de 18 horas. A construção dessa máquina não só exigiu sua inteligência excepcional, mas também forçou Turing a aprender a importância do trabalho em equipe, encontrando em Joan Clarke (Keira Knightley) uma incentivadora essencial.

A performance de Cumberbatch é impressionante, assim como Keira Knightley, que se destaca como Joan Clarke, oferecendo uma atuação que equilibra inteligência e empatia, servindo como uma âncora emocional para Turing.

A narrativa do filme não se limita apenas aos triunfos de Turing. Também aborda o trágico fim de sua vida após ser condenado por homossexualidade. Em 1952, o gênio foi submetido a castração química e, dois anos depois, morreu em circunstâncias que apontam para o suicídio, embora sua mãe tenha refutado essa hipótese. Em 2013, a Rainha Elizabeth concedeu a Turing um perdão póstumo, reconhecendo a injustiça cometida contra ele.

"Jogo da Imitação" é um filme que não só destaca a genialidade de Turing e sua contribuição vital para o esforço de guerra, mas também lança luz sobre o tratamento cruel que ele sofreu devido à sua orientação sexual. A combinação de atuações poderosas, uma narrativa envolvente e a direção habilidosa de Tyldum fazem deste filme uma homenagem emocionante e necessária a um dos maiores intelectuais do século XX

Filme: O Jogo da Imitação

  • Direção: Morten Tyldum
  • Ano: 2014
  • Gênero: Thriller
  • Onde ver: Netflix

Entretenimento