PUBLICIDADE
Topo
Entretenimento

Entretenimento

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Assista: Globo enfrenta pior momento de sua história

Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

15/09/2021 07h56Atualizada em 15/09/2021 13h08

Apesar de seguir tranquila e isolada como maior TV e produtora de conteúdo do país, além de maior ibope e faturamento, a Globo enfrenta hoje uma crise sem precedentes.

Ela vem registrando os piores índices de ibope, o maior faturamento e o menor lucro líquido. Enfrenta ainda uma fuga sem precedentes de telespectadores e, pior ainda, uma fuga agora de profissionais.

Antes era a Globo que demitia suas estrelas.

Agora são elas que estão pedindo o boné, como Faustão e Tiago Leifert. E isso ainda pode se agravar.

Como o Grupo Globo vai sair dessa emboscada? Ninguém pode responder ao certo, mas no mundo corporativo há poucas saídas: arrumar um sócio, abrir capital, vender mais conteúdo ou cortar a produção deste e de seus profissionais.

Outra opção bem mais heterodoxa seria a emissora começar a vender seus horários para terceiros (como empresas e igrejas, sim). Pelo menos um programa de televendas já está no gatilho para estrear.

É sobre essa "sinuca de bico" que o colunista Ricardo Feltrin fala esta semana no canal do UOL no YouTube.

O colunista também cita que, se está ruim para a Globo, está ainda pior para as demais emissoras abertas.

Assista ao programa.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Entretenimento