PUBLICIDADE
Topo
Entretenimento

Entretenimento

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

TVs abertas seguem encolhendo no ibope; veja ranking completo

Mesmo com "BBB21", Globo teve pequena perda de ibope em abri; todas as TVs abertas caíram de novo, aliás - Reprodução / Internet
Mesmo com "BBB21", Globo teve pequena perda de ibope em abri; todas as TVs abertas caíram de novo, aliás Imagem: Reprodução / Internet
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

11/05/2021 00h09

A coluna traz hoje o ranking isolado e completo de audiência da TV aberta de abril, incluindo os antigos canais chamados de UHF (hoje não existe mais essa distinção, pois todos pertencem ao sistema digital).

Os dados que vocês verão a partir de agora foram medidos pela Kantar Ibope Media e obtidos por esta coluna de forma independente; isso porque, contratualmente, a Kantar não pode divulgar dados comparativos entre emissoras à imprensa.

A grande surpresa é o canal Loading, que tem apenas cinco meses de existência e já superou a Record News, a TV Aparecida e a Rede Vida, entre outros canais. Voltado ao público jovem e com pegada "nerd" e pop, o Loading já é o 8º canal aberto mais visto do país.

Encostada na TV Brasil

A Record News é o 9º mais visto e está a apenas 4 décimos de ponto de ibope de empatar com a TV Brasil, emissora pública que custa mais de R$ 500 milhões por ano.

Mais uma vez, em abril, todas as grandes redes comerciais brasileiras (Globo, Record, SBT, Band e RedeTV) registraram ligeira queda de ibope em relação a março.

Notem, porém, que a força da Globo ainda é imensa: tem quase 34% de "share" no país. Traduzindo: cerca de 34% dos aparelhos ligados no país ficam na Globo 24 horas por dia (não são os mesmos aparelhos, isso é uma média).

Os dados se referem à medição 24 horas por dia nas 15 maiores regiões metropolitanas do país. Cada ponto nessa medição equivale a cerca de 260 mil domicílios.

De acordo com a metodologia da Kantar (que se baseia também em dados do IBGE), cada residência teria em média 2,7 moradores.

Detalhe é que esse índice também está encolhendo nos últimos 20 anos. Em outras palavras: cada vez há menos pessoas morando em cada casa brasileira.
.
Veja agora o ranking da TV aberta no mês de abril:
Em pontos de ibope e share (% de participação do canal no total de TVs ligadas)

1 - Globo: 12,66 pontos e 33,74% de share (ibope em março: 13,33 pontos)
2 - RecordTV: 4,32 e 11,52% (março: 4,38)
3 - SBT: 3,65 e 9,73% (março: 3.75)
4 - Band: 1,06 e 2,82% (março: 1,11)
5 - RedeTV: 0,43 e 1,16% (março: 0,46)
6 - TV Cultura: 0,25 e 0,66%
7 - TV Brasil: 0,20 e 0,54%
8 - Loading: 0,17 e 0,45%

9 - Record News: 0,16 e 0,43%
10 - TV Aparecida: 0,15 e 0,40%
11 - Rede Vida: 0,14 e 0,37%
12 - TV Gazeta: 0,06 e 0,17%
13 - TV Novo Tempo: 0,04 e 0,09%
14 - CNT: 0,03 e 0,09%
15 - MTV: 0,03 e 0,07%
16 -TV Câmara: 0,02 e 0,04%
17 - TV Escola: 0,01 e 0,03%
18 - TV Senado: 0,01 e 0,03%
19 - Shoptime: 0,01 e 0,02%
20 - Futura: 0,01 e 0,02%
21 - TV Justiça: 0,00 e 0,01%

Fonte: Dados da Kantar Ibope;
*se o canal não aparece na lista é porque nem sequer pontuou suficientemente para ser medido

** teoricamente, tudo abaixo de 0,4% (em ponto ou share) é considerado próximo do "traço" de audiência

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Entretenimento