PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Lily Allen revela vício em remédios para emagrecer e cogitou usar heroína

Lily Allen se sentiu insegura ao se apresentar em uma turnê de Miley Cyrus - Reprodução/Instagram
Lily Allen se sentiu insegura ao se apresentar em uma turnê de Miley Cyrus Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/01/2021 15h01

Lily Allen relembrou um momento delicado de sua vida, quando cogitou usar heroína. Segundo a cantora de 35 anos, o episódio ocorreu em 2014, quando se apresentou em uma turnê de Miley Cyrus pelas Américas, Europa e pela Oceania.

A famosa acabou se sentindo mal com sua carreira e com o seu corpo, chegando a se comparar com a cantora americana.

"Tive duas gestações bem-sucedidas e, cerca de seis meses depois que meu filho mais novo nasceu, ficamos sem dinheiro, e tive que voltar a me apresentar novamente. Mas eu pesava 88,9 quilos e não me sentia nem um pouco como uma estrela pop", contou a artista ao participar do podcast 'The Recovery', segundo reporta o Daily Mail.

A britânica chegou a usar anfetamina para tentar emagrecer. "Fiquei viciada nela, porque ela fazia com que eu me sentisse invencível. Daí eu acabei apoiando a Miley Cyrus em uma turnê na América", contou.

"Foi quando ela estava fazendo a música 'Wrecking Ball' - foi uma turnê altamente sexualizada. Eu tinha acabado de passar os últimos três anos empurrando bebês para fora. Não poderia me sentir menos [sexy]. Eu nunca havia apoiado ninguém [em turnês]...", afirmou a mãe de Marnie, de 8, e Ethel, de 9 anos.

A artista confessou que tudo isso lhe causou uma grande insegurança: "Eu estava apoiando uma garota que era muito mais jovem e mais atraente do que eu, pelo que eu sentia".

Lily abusou das bebidas alcoólicas neste período. "Percebi que estava levantando de manhã e engolindo mini garrafas de vodca, uísque ou o que quer que tivesse sobrado. Sem as drogas... Eu estava pensando: 'acho que tenho um problema com a bebida. E nenhuma dessas atuações está funcionando mais. Talvez eu deva experimentar heroína'", revelou ela, dizendo que esse pensamento lhe causou medo.

Foi assim que ela percebeu que era hora de procurar ajuda. "Eu estava em uma cena na qual via o que acontece com pessoas que usam heroína. Quando aquele pensamento surgiu na minha cabeça, era hora de confrontar meus demônios. Isso foi há cerca de cinco anos. E comecei a me recuperar", disse.

Após passar por programa de reabilitação que envolveu 90 reuniões em 90 dias, a artista conseguiu deixar as drogas para trás por seis meses, até que teve uma nova recaída com o álcool. Quatro anos depois, a britânica voltou à clínica de reabilitação.

"Comecei a beber de novo e quase instantaneamente perdi tudo. Perdi meu casamento, perdi minha casa que trabalhei 10 anos para comprar. Minha carreira começou a afundar. E eu perdi todos os meus amigos. Isso continuou por mais quatro anos e então acabei voltando para o programa", comentou a ex-mulher de Sam Cooper.

Lily revelou que atualmente escreve sobre aquilo que ela agradece ter na vida. "Aceitação e gratidão. Não sou muito boa em seguir os passos do programa e no momento não tenho um padrinho, mas faço minha lista de gratidão todos os dias. E tento fazer minha lista de gratidão antes de ir para a cama todas as noites", contou.

Ela se casou com o ator americano David Harbour, da série 'Stranger Things' em setembro do ano passado, em uma cerimônia intimista realizada em Las Vegas.

Entretenimento