PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Leka, do BBB 1, se diverte com fama entre amigos da filha de 13 anos

Ex-BBB Leka brincou que se sente a "tia Xuxa" dos amigos de sua filha Giovanna, de 13 anos - Reprodução/Instagram/@lekabegliomini
Ex-BBB Leka brincou que se sente a "tia Xuxa" dos amigos de sua filha Giovanna, de 13 anos Imagem: Reprodução/Instagram/@lekabegliomini
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/01/2021 10h17Atualizada em 14/01/2021 10h25

Uma das participantes mais polêmicas da primeira edição do "BBB", Leka contou que os amigos de sua filha mais velha, de 13 anos, descobriram apenas recentemente que ela participou do reality da TV Globo.

Quase 19 anos depois da estreia do "Big Brother Brasil 1", em que ganhou fama pelo caso de bulimia em rede nacional, a empresária brincou que ex-BBBs "não tem idade" e que se sente uma "tia Xuxa" para os colegas da adolescente.

"Percebi um enorme benefício nisso tudo. Ex-'BBB' é como se fosse anjo, não tem idade. Eles devem me achar mais nova do que quando entrei. E acharam o máximo saber disso. Ficou parecendo que agora sou tia Xuxa", contou a empresária, de 45 anos, que entrou no reality aos 27.

Além de Giovanna, Leka também é mãe de Gabriel, de 10 anos, ambos de seu casamento com Thiago Lobo, diretor de Eventos e Turismo da prefeitura de São Paulo.

Ela contou que apesar dos amigos das crianças a reconhecerem apenas agora, os dois já sabiam sobre a participação da mãe no reality, já que sempre a viam sendo parada na rua por espectadores mais velhos.

Além disso, ela contou que não evita comentar sua vivência dentro da casa, que virou motivo de debate em torno dos transtornos alimentares.

"Assim que tive uma filha, minhas terapeutas falavam: seja o mais honesta possível. Claro que Giovanna percebe se eu estou de dieta, ou se estou comendo diferente, malhando muito. Eu trato a compulsão e a bulimia está dentro desse "guarda-chuva". É algo que vou tratar para sempre. À medida que fui ficando mais velha, adquiri mais ferramentas para lidar com tudo isso. Já me livrei de boa parte do problema, mas ele está ali", detalhou.

Leka ainda disse enxergar uma mudança na maneira que a nova geração enxerga o próprio corpo, com a obsessão pelos padrões impostos pelas redes sociais.

A partir disso, a ex-BBB decidiu escrever um livro sobre sua busca pela magreza, que será lançado em breve, procurando incentivar exemplos saudáveis para a própria filha.

"Minha geração era obcecada pela magreza. A de hoje, busca os padrões inalcançáveis dos filtros do Instagram. Senti que precisava fazer algo como mãe. Além das conversas, eu me expressava com minha filha por cartas, crônicas com situações que vivi. Até que uma amiga me deu o start de que isso deveria virar um livro. Vai ser como se fosse uma carta para a minha filha, mas que também pode servir a toda uma geração", afirmou ela ao jornal Extra.

"Criei personagens para as minhas dores. Quero fazer disso algo leve. Percebi que o que me incomodava antes, ao ser sempre perguntada sobre a bulimia, é que expus em um momento que nem eu sabia lidar direito com o problema. Tanto que tive uma crise dentro do reality. E vinham com um discurso pronto para mim. Agora, eu me apropriei da minha história. E senti a responsabilidade por ter sido uma das primeiras a tocar nesse assunto publicamente. Escrever tem sido a melhor terapia da minha vida", concluiu.

Próxima edição do reality global, o "BBB 21" estreia no próximo dia 25 de janeiro.

Entretenimento