PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Borat diz que lutou para não desmaiar e teve medo da morte após ser baleado

Bruno Miranda posta selfie no hospital após ser baleado no Rio de Janeiro - Reprodução/Instagram
Bruno Miranda posta selfie no hospital após ser baleado no Rio de Janeiro Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Colaboração para o UOL, em Fortaleza

01/12/2020 06h25

Bruno Miranda, conhecido como Borat, assistente de palco do "Amor & Sexo", revelou que lutou para não desmaiar ao ser baleado no Rio de Janeiro na última semana.

"Tive uma mistura de medo de morrer e ao mesmo tempo tirar força para poder sobreviver. Tudo aconteceu muito rápido. Eu só mentalizei: 'Não posso morrer. Não posso morrer'. Estava no chão. Tive medo, mas tive que tirar muita força para não desmaiar e me manter acordado até o resgate chegar", contou ele em entrevista à Quem.

O ator, que saiu do Centro de Terapia Intensiva (CTI) e está na enfermaria desde ontem, também contou que apesar de estar melhorando, seu estado ainda requer cuidados. O tiro que levou atravessou o abdômen, perfurou o rim e fez duas perfurações no intestino. "Agora, vou ter que esperar para ver se o rim e o intestino vão voltar a funcionar. Tenho que cuidar direitinho dos pontos para não infeccionarem. Estou com pontos na minha barriga de um lado até o outro".

"Estou a base de muito remédio. É muita dor. Até morfina tomei. Só me resta aguardar. Depois que escapei dessa, não posso mais ter pressa de nada", concluiu o ator, que recebeu o carinho de famosos como Fernanda Lima e Otaviano Costa.

Entretenimento