PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Luciano lamenta não poder ir a enterro do pai e relembra último abraço

do UOL

Colaboração para o UOL, em Santos

24/11/2020 11h19Atualizada em 24/11/2020 16h59

Luciano Camargo, que está com covid-19, não participará do velório do pai, Francisco Camargo, que acontece durante esta terça-feira. Ele também não irá ao enterro, programado para as 17h, no cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia (GO). Em uma mensagem publicada nas redes sociais, o cantor lamentou não poder "se despedir" de Francisco, e se recordou do último abraço nele, há uma semana.

"Muitas vezes eu fui ao encontro dele na sensação de que seria o último, que seria a despedida, pois a sua saúde há anos que não era a mesma, mas ele nos surpreendia sempre. Em nosso último encontro semana passada, eu senti um forte aperto no peito, foi diferente. No último abraço que dei em meu velho, foi como se eu já soubesse que não poderia estar hoje com ele para me despedir. Eu orei e agradeci a Deus por ter me dado o melhor pai que um filho pode ter", escreveu.

"Não sei se um dia vou saber o porquê de não poder me despedir daquele que me colocou no mundo, daquele que com as suas história e histórias me fazia tão bem. Não questiono, há muito tempo que já não o faço. Infelizmente, fui testado positivo para o covid, e estou isolado em casa.. Peço a Deus que conforte o coração de toda minha família e agradeço desde já as mensagens que estou recebendo aqui."

Flávia Camargo, mulher do cantor, por sua vez, disse em suas redes que se sente aliviada com o fato de o cantor ter conseguido ver o pai pela última vez.

"Eu só tenho a agradecer por ter passado tantos momentos especiais com meu sogro... e serão estes que vou lembrar e deixar vivos na memória das minhas filhas", escreveu.

Francisco morreu na noite de ontem, em um hospital particular em Goiânia (GO). Ele foi submetido a uma cirurgia emergencial no último dia 14, em razão de um sangramento na parte baixa do intestino grosso.

Luciano confirmou o diagnóstico de covid-19 na última semana. Ele está de quarentena e diz estar bem, apesar de não sentir gostos.

"Estou isolado, aqui dentro de um quarto, sozinho. Aproveitando para assistir a uns filmes, lendo bastante. E dormindo, gente. Pelo amor de Deus, como eu dormi", disse nas redes sociais.

Francisco fez sucesso nos cinemas

O incentivo à carreira dos filhos foi retratado no filme "Dois Filhos de Francisco" (2005), que mostra os primeiros esforços de Francisco para fazer a dupla tocar nas rádios. Ele distribuía fichas telefônicas na obra em que trabalhava para que os colegas ligassem nas estações e pedissem a música "É o Amor", primeiro sucesso da dupla.

"Quinze anos depois, "2 Filhos de Francisco" mantém sua posição como um dos grandes fenômenos do cinema brasileiro. Mais ainda: nestes tempos estranhos, é um filme que reafirma a determinação do homem comum e de como seu esforço é capaz de mudar vidas", comentou o crítico de cinema de Splash, Roberto Sadovski.

De acordo com o colunista de Splash Pedro Antunes, sem o Seu Francisco, "gente como Gusttavo Lima, Marília Mendonça, Jorge & Mateus não seriam os nomes mais populares da música da atualidade".

Entretenimento