PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Após nova internação, Datena alerta sobre diabetes: 'Doença silenciosa'

Datena e Cátia Fonseca durante a edição de jogo do Brasil Urgente - Reprodução/YouTube
Datena e Cátia Fonseca durante a edição de jogo do Brasil Urgente Imagem: Reprodução/YouTube
do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/10/2020 18h21

Após passar a semana internado em decorrência de um infarto, Datena fez um alerta sobre os perigos da diabetes hoje do Brasil Urgente, na Band.

O diabetes é uma doença silenciosa, ela mata você sem que você perceba. Não subestime o diabetes.

Na edição que marcou o seu retorno ao programa após a internação, o jornalista conversou com a apresentadora Cátia Fonseca sobre a necessidade de seguir monitorando a diabetes.

"Não deixe de ir no hospital pra fazer os exames regulares por causa do coronavírus. Você que tem problema sério, como eu, tem que ir no hospital. Porque senão você não morre de coronavírus, mas morre de outra coisa", afirmou Datena.

Ele relatou que precisou operar o pâncreas por conta de um tumor há algum tempo e, desde então, seu corpo não produz mais insulina — o que dificulta o controle da glicemia.

"A minha glicemia é muito difícil de controlar", contou. "Não é questão de falta de cuidado, porque eu tenho um acompanhamento muito bom. Eu tenho uma dieta quase que espartana, eu não como muito carboidrato, parei de comer demais", explicou.

Angioplastia

Durante a internação, Datena passou por uma angioplastia, técnica considerada padrão-ouro no tratamento de infarto, caraterizado pelo bloqueio da circulação do sangue em pontos das artérias que irrigam o coração.

A interrupção do suprimento de sangue leva à morte do tecido cardíaco ao redor e, se não revertida, a tempo, pode matar.

Por meio da angioplastia, implanta-se um stent —uma estrutura metálica que funciona como uma "mola". Ela é introduzida fechada na artéria e expandida no local onde estão as placas de gordura (aterosclerose) que provocam o entupimento do vaso sanguíneo, para desobstruí-lo.

Entretenimento