PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Natuza Nery: 'Ideia de que a gente pode morrer alterou o curso das coisas'

Natuza Nery no Saia Justa - Reprodução/vídeo
Natuza Nery no Saia Justa Imagem: Reprodução/vídeo
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/10/2020 00h15Atualizada em 29/10/2020 08h23

A jornalista da GloboNews Natuza Nery considera que pandemia do coronavírus alterou o curso de todas as coisas e deixou as pessoas muito mais preocupadas.

"O rico e o pobre tiveram o mesmo temor de morrer, só que o pobre está mais habituado a essa realidade porque ele já não tem médico para fazer exames, ou a mulher já fica na fila para colocar o filho pequeno na creche", afirmou Natuza no "Saia Justa" de hoje.

Ela acredita que a covid-19 desacerbou as desigualdades. "Quem não conhecia desigualdade, não passou a desconhecer mais, muito pelo contrário. Então, a desigualdade, emprego, renda e comida na mesa ganharam proporções muito maiores do que em eleições municipais".

Natuza, que também mantém um podcast chamado "Papo de Política", continuou: "Essa ideia de que a gente pode morrer amanhã alterou o curso de todas as coisas e seria muito estranho se não alterasse o curso das eleições, a começar pela forma de fazer campanha que mudou. Por exemplo, você até vê aglomerações em diversos lugares, mas agora tem muito mais gente com medo de participar e, inclusive, de ir votar".

O "Saia Justa" é exibido às quartas-feiras, às 22h30, no canal GNT.

Entretenimento