PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Perto da extinção, Fox Sports sobe no Ibope e encosta no SporTV

Pouco a pouco as equipes do Fox Sports estão sendo dispensadas - Divulgação
Pouco a pouco as equipes do Fox Sports estão sendo dispensadas Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

02/10/2020 00h09

É uma rara vitória que pode ser considerada triste também: à beira de ser extinto, o canal Fox Sports ganha público com a Libertadores e encosta em audiência no veterano SporTV (que perdeu a Libertadores).

Dados de audiência entre 21 e 27 de setembro, obtidos pela coluna, mostram que o Fox Sports fechou com 0,6 ponto de audiência no país naquele período, contra 0,7 do SporTV.

Cada ponto nessa medição vale por cerca de 120 mil domicílios no país.

Os dados se referem à faixa horária das 7h à 0h nas 15 maiores regiões metropolitanas, segundo metodologia da Kantar Ibope Media.

De segunda a sexta, inclusive, nessa faixa horária, o Fox Sports chega a ficar na frente do SporTV.

O resultado geral só muda por causa dos finais de semana. O canal mais visto da TV paga brasileira atualmente é o Viva.

O clima nos corredores da Fox Sports é de depressão, já que a emissora está fazendo demissões às pencas e até já fechou sua sede no Rio. E as coisas vão piorar.

Em maio o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou a fusão entre os canais ESPN (Disney) e Fox Sports (21th Century Fox).

Isso porque a Disney comprou o grupo Fox no mundo. Haveria sobreposição de conteúdo aqui no país em esportes.

A aprovação do Cade ocorreu a despeito de um grupo espanhol ter feito uma oferta pelos canais FS, como esta coluna publicou com exclusividade no ano passado.

A Disney optou em investir em sua própria marca, a ESPN, que vai absorver eventos esportivos que a ex-rival tinha adquirido nos últimos anos.

Estima-se que no total por volta de 200 profissionais dos canais Fox Sports no Brasil perderam ou perderão seu emprego.

Mais cortes vão ocorrer nos próximos meses. Já foram dispensados apresentadores, narradores e comentaristas,

Havia um acordo para que o Fox Sports seja mantido por ao menos mais dois anos, mas isso não está garantido. Os nomes Fox Sports vão desaparecer.

A ESPN por sua vez já tinha feito um amplo programa de cortes no ano passado.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Entretenimento