PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Meghan Markle reclama de 'toxicidade' da imprensa

Meghan Markle participou de conversa online - Reprodução/Instagram
Meghan Markle participou de conversa online Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Do UOL, em São Paulo

15/08/2020 11h06

A Duquesa de Sussex, Meghan Markle, reclamou da imprensa em uma conferência online que discutiu a mídia, e demonstrou sua insatisfação com manchetes negativas, um dos motivos que fez com que ela e o príncipe Harry trocassem o Reino Unido pelos Estados Unidos.

Meghan, de 38 anos, foi uma das convidadas da conferência The 19th*, uma organização que discute a imprensa com foco em gênero e política.

A duquesa apontou que há muitas vezes se sentiu incapaz de se defender de manchetes maldosas e biografias não-autorizadas.

"Você precisa ter confiança no jornalismo, e você precisa confiar no que está lendo, esperar que seja um fato", afirmou ela.

"O que é fascinante, pelo menos do meu ponto de vista nos dois últimos anos, é que as manchetes falam por si só. O clickbait [título chamativo] causa uma impressão nas pessoas. E isso hoje é parte de como vemos o mundo e como interagimos com os outros", opinou Meghan.

"Há muitas declarações tóxicas no que se refere a mim e ao meu marido, mas frequentemente é só para chamar a atenção, é o que traz dinheiro. Acho que uma vez que voltemos a um lugar em que a criação é importante, poderemos contar a verdade e ser mais empáticos, o que ajudará as pessoas a serem menos cegas", adicionou.

Meghan ainda adicionou que espera que as vozes das mulheres sejam cada vez mais ouvidas, definiu o episódio da morte de George Floyd como devastador e voltou a defender o direito do voto - que ela afirmou que exercerá nos Estados Unidos, na eleição presidencial prevista para o fim deste ano.

Entretenimento