PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Marcos Caruso nega ter assumido bissexualidade: 'as pessoas são maldosas'

Marcos Caruso negou ter assumido a bissexualidade - Zanone Fraissat/Monica Bergamo
Marcos Caruso negou ter assumido a bissexualidade Imagem: Zanone Fraissat/Monica Bergamo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

13/08/2020 08h43Atualizada em 13/08/2020 10h18

Depois de ter participado de uma live descontraída com a drag queen Suzy Brasil, no dia 31 de julho, Marcos Caruso virou assunto nas redes sociais. Falando sobre sexo, o ator contou que o que o deixava atraído sexualmente era o olhar e citou "parceiro ou parceira".

A frase tomou grande proporção ontem, com muitos sites noticiando que o ator havia assumido ser bissexual. Caruso, no entanto, negou que tenha assumido qualquer coisa.

"Cara, eu sou careta demais, muito papai e mamãe. Sempre fui. Brinco que essa coisa mais violenta e de fantasias sexuais eu estou guardando para a próxima encarnação. Nessa encarnação eu sou muito certinho, sabe? E é gostoso ser assim, eu não tenho problema de não ser assim", disse Caruso na live. "Acho bom, eu me satisfaço assim. Não tenho essa coisa de me fantasiar de alguma coisa, ou de imaginar um personagem, eu, ou o parceiro ou parceira que esteja comigo, crie um personagem. Não, eu gosto do olhar. O que me dá tesão é o olhar."

Após a repercussão, Caruso afirmou em entrevista ao Extra que não se assumiu bissexual e que foi mal interpretado.

"Eu não assumi coisa nenhuma e não tenho nada a dizer. Fiz uma live com uma pessoa que eu admiro, que é Suzy Brasil, falando sobre várias coisas. A minha vida pessoal nunca foi exposta. Eu fiz a live na maior brincadeira e alegria. Em nenhum momento falei de bissexualidade. Se alguém está interpretando assim, problema é da pessoa. Nós brincamos sobre várias coisas. Não existe uma pergunta dela a esse respeito e não existe nenhuma resposta minha sobre isso. A live foi muito clara. Se a pessoa quer intuir sobre o que eu falei, é um problema da pessoa", afirmou o ator ao jornal.

"Já fiz brincadeiras com pessoas de outros sexos, religiões, credos, e não é por isso que eu sou budista e tenho que assumir que sou espírita, bissexual... Se eu olho um cachorro, sinto vontade de beijar o cachorro, qual o problema? Agora, as pessoas são maldosas e os jornalistas querem sempre um furo onde não existe. Em nenhum momento foi falado em bissexualidade e muito menos agora eu quero esclarecer. Se fosse para ficar claro, eu teria esclarecido alguma coisa", acrescentou.

Questionado pelo jornal se era bissexual ou não, Marcos Caruso ainda reforçou: "Não tenho que responder essa pergunta."

Confira a live de Marcos Caruso e Suzy Brasil:

Apimentadas Fetiche

Uma publicação compartilhada por Suzy Brasil (@suzybrasil) em

Entretenimento