PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

China denuncia "represão política" por proibição do TikTok e WeChat nos EUA

07/08/2020 06h08

Pequim, 7 Ago 2020 (AFP) - A China denunciou nesta sexta-feira o que considera "manipulação e repressão políticas" dos Estados Unidos pela proibição dos aplicativos chineses TikTok e WeChat decretada por Donald Trump.

O presidente americano anunciou na quinta-feira que os dois aplicativos símbolos da tecnologia digital chinesa devem interromper as operações nos Estados Unidos em um prazo de 45 dias.

O porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Wang Wengbin, acusou Washington de "colocar interesses egoístas acima dos princípios de mercado e da norma internacional".

Estados Unidos "fazem uma manipulação e uma repressão política arbitrárias que só podem levar ao seu próprio declínio moral e prejudicar sua imagem", acrescentou.

Donald Trump alegou "urgência nacional" no caso do aplicativo de vídeos TikTok, muito popular entre os adolescentes, que Washington acusa, sem apresentar provas, de espionar os usuários americanos em benefício de Pequim.

O presidente também assinou um decreto contra a plataforma WeChat, do grupo chinês Tencent. Na Bolsa de Hong Kong, as ações da Tencent perderam mais de 6% após o anúncio.

ehl-bar/lb/af/mar/fp

Entretenimento