PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Tudo que você precisa entender sobre a morte do Bob Esponja

Tudo que você precisa entender sobre a morte do Bob Esponja - Reprodução/Nickleodeon
Tudo que você precisa entender sobre a morte do Bob Esponja Imagem: Reprodução/Nickleodeon
Kaerre

Kaerre Neto, 24 anos, é um farmacêutico generalista do interior da Bahia que em 2013 fundou o LDRV, um conjunto de 12 comunidades do Facebook fomentadas por pautas de cultura pop e histórias de vida dos seus próprios membros que possui um total de 3 milhões de adeptos. Por sua experiência em administração de comunidades, ele entrou na frente de Dark Social da SOKO, onde cria histórias de marca com potencial de mídia espontânea e táticas de influência por redes não rastreáveis. Devido ao seu background na área de biológicas, Kaerre sempre busca pautar comportamento para criar suas estratégias, usando da neurociência tanto para justificar a cultura quanto para tentar hackeá-la.

do UOL

29/07/2020 18h30

Ontem uma notícia trágica parou a internet, nos deixou completamente em choque e em estado de atenção: O Bob Esponja partiu dessa para uma melhor.

Choraste? É isso mesmo. Um vídeo que mostrava uma declaração do vizinho Lula Molusco para o companheiro que tinha morrido, se tornou um viral na última semana. E como se não fosse o suficiente, a Nickelodeon Br resolveu traumatizar todo mundo de uma vez e simplesmente tuitou o conteúdo (ai, meu pai), dando pane na cabeça de todos os seguidores. Piedade para quê né, Nick? Abalou geral - e quem discordar mentiu

Na real, o vídeo que foi espalhado gira em torno de uma creepypasta - termo usado para nos referirmos a histórias macabras, que são divulgadas na rede e que dão origem a conspirações tipo as lendas urbanas da Deepweb. A creepypasta do Bob Esponja foi escrita por um famoso blog norte americano do nicho e chegou aos olhos de um artista brasileiro, que resolveu montar uma animação baseada no relato, ganhando tamanha repercussão a ponto de chegar aos canais oficiais da Nickelodeon.

No final das contas tudo não passou de um um grande susto, mas a comoção diante da morte de um personagem que nem existe, trouxe à tona a grande dificuldade que temos de fechar alguns ciclos.

É normal que haja um desequilíbrio inicial em uma situação de perda, pois caminhar do conhecido para o incerto sempre envolve surpresas, aprendizados e claro, adaptações. Também é comum nesses eventos, que a nossa esperança fique diminuída e o nosso humor afetado, mesmo caso aconteçam em realidades distantes, como as do Bob Esponja, que de certa forma pulsa com vida na memória afetiva de muita gente.

A gente precisa absorver e reagir as coisas no devido tempo e respeitar tanto a pluralidade de características individuais quanto as jornadas que traçamos, pois nem sempre o processo que funciona para um, funcionará para outro. Na maioria das vezes, as mudanças nos dão muito mais do que tiram e cabe a cada um de nós encontrar o significado nisso tudo através de meios para seguir em frente, afinal quantos personagens já foram e quantos já chegaram para exercer papéis distintos em sua caminhada? - Aquelas bem reflexivas.

E quando o assunto é Bob Esponja não tem motivo de tristeza, pois além de vivíssimo ele logo aparece na mais nova produção "Bob Esponja: O Incrível Resgate", que por conta da pandemia não terá estreia nos cinemas, mas apesar disso será transmitido via Netflix em breve.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Entretenimento