PUBLICIDADE
Topo

Mia Khalifa critica pornografia; petição tem quase 1,5 mi de assinaturas

do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/06/2020 09h53Atualizada em 30/06/2020 13h04

Mia Khalifa postou um vídeo criticando a indústria pornô e dizendo que a petição a partir da qual pretende recuperar o controle sobre a divulgação seus vídeos pornográficos antigos está perto de atingir 1,5 milhão de assinaturas.

No vídeo, Mia aparece tentando tomar um líquido não identificado, mas engasgando e sentindo ânsia de vômito. O vídeo é uma metáfora; No copo segurado pela ativista, aparecem práticas que ela denuncia na indústria pornográfica: "culpabilização da vítima", "retórica de direita", "contratos abusivos".

Quando a câmera se volta de Mia para a lata do líquido que ela estava tentando tomar, vemos a inscrição: "Uma indústria que vale US$ 15 bilhões, mas não se importa em proteger as mulheres em cima das quais lucra".

Na legenda da postagem, a ex-atriz fez mais um agradecimento aos signatários de sua petição: "Estou trabalhando nas notas de agradecimento feitas à mão para todos vocês neste momento", prometeu.

Entretenimento