PUBLICIDADE
Topo

Ator venezuelano critica sotaque de Wagner Moura em filmes estrangeiros

Wagner Moura em "Wasp Network", filme da Netflix em que interpreta um cubano - Divulgação
Wagner Moura em "Wasp Network", filme da Netflix em que interpreta um cubano Imagem: Divulgação
do UOL

Do UOL, em São Paulo

30/06/2020 10h53Atualizada em 30/06/2020 16h11

O ator venezuelano Guillermo Garcia usou as redes sociais para criticar a atuação de Wagner Moura em filmes estrangeiros por causa do sotaque espanhol. Em publicações no Twitter, Garcia disse que não consegue entender o que o brasileiro fala em outras línguas e que sente falta de vê-lo atuando em português.

"Sinto falta dos filmes que Wagner Moura fazia no Brasil. Quando ele falava português e só em português. Eu sempre pensei que ele era um dos melhores atores do mundo. Mas não suporto vê-lo interpretando um colombiano e um cubano porque não se entende um cara***! Po***, cara! Tenho... Saudade", escreveu o ator venezuelano.

"Os atores precisam de humildade, para reconhecer qual personagem não podemos interpretar. Você sabe, você sente isso e deve ser respeitoso com o nome desse personagem. Desejo que outro ator faça justiça e beneficie a história", acrescentou.

Recentemente, Moura estrelou na Netflix o filme "Wasp Network: Rede de Espiões", em que interpreta um cubano. O longa-metragem, com cenas em espanhol e inglês, conta a história de cinco prisioneiros de Cuba nos Estados Unidos que possuem acusações de espionagem e assassinato. Esse, porém, não foi o primeiro papel do brasileiro em outra língua.

Crítica semelhante por "Narcos"

Antes disso, Moura já havia recebido críticas por causa de seu sotaque espanhol em "Narcos", também da Netflix, ao interpretar Pablo Escobar. Os fãs hispânicos da série dirigida por José Padilha notaram o espanhol carregado do ator, o que gerou algumas observações.

Em 2015, o diretor de "Narcos", o brasileiro José Padilha, criticou quem se prendesse ao sotaque de um ator. "A verdadeira história de Pablo tinha gente de todo o mundo. Como usar um sotaque só? Deveríamos ter atores de cada cidade para cada personagem desta cidade? Que impacto isto teria no elenco?', disse ele à Folha na época. "O espectador entende a opção e entra na brincadeira. Afinal, o audiovisual tem uma dimensão lúdica por definição. São pessoas fingindo ser quem não são. A verossimilhança não é tudo na arte."

Também na plataforma de streaming, Moura interpreta o diplomata brasileiro Sergio Vieira de Mello em "Sergio" (2020), filme em que aparece falando em inglês. O idioma já havia sido usado pelo brasileiro no filme "Elysium", de 2013.

Guillermo Garcia, de 36 anos, e é um famoso ator de novelas e cinema na Venezuela. Ele estrelou, por exemplo, os filmes "Azul não tão rosa", lançado em 2012, e "A casa do fim dos tempos", do ano seguinte.

Entretenimento