PUBLICIDADE
Topo

Jay-Z compra anúncios em jornais dos EUA para homenagear George Floyd

Jay-Z e sua mulher, Beyoncé - Reprodução/Instagram
Jay-Z e sua mulher, Beyoncé Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/06/2020 20h01

O rapper Jay-Z resolveu prestar uma homenagem a George Floyd, que foi morto por um policial branco na semana passada. A situação acendeu uma série de protestos nos Estados Unidos e que vem se espalhando para vários países.

Através de sua companhia, Team ROC, ele comprou espaço de página inteira em jornais de Nova York, Denver, Chicago, Los Angeles, Filadélfia e Atlanta para relembrar o homem assassinado. "Em dedicação a George Floyd", diz o começo da mensagem, que traz também um trecho de um discurso proferido por Martin Luther King em 1965 no Alabama.

"No fundo do nosso credo não violento está a convicção - de existe coisas tão queridas, algo tão preciosos, coisas tão eternamente verdadeiras pelas quais vale a pena morrer. Vamos permanecer no meio de tudo o que eles puderem reunir, deixando o mundo saber que estamos determinados a ser livres", diz um trecho do texto.

De acordo com a CNN americana, o anúncio bancado por Jay-Z ainda aparecerá em outros jornais do país durante a semana.

O rapper assina a mensagem ao lado de uma série de entidades que atuam na defesa dos cidadãos negros, além de familiares e representantes de Botham Jean, DJ Henry e Antwon Rose II, que assim como George Floyd, foram mortos pela polícia. Em comum, todos esses homens eram negros.

Jay-Z tem usado toda mídia à sua disposição para se colocar a favor do movimento "Black Lives Matter" (Vidas negras importam, em tradução). O artista, marido de Beyoncé, chegou a ligar para o governador de Minnesota (estado onde Floyd foi morto) para exigir justiça no caso.

De acordo com a WCCO CBS Minneapolis, Tim Walz ficou comovido com a ligação de Jay-Z. "Foi tão incrivelmente humano, Não era Jay-Z, celebridade internacional. Era um pai e, penso sinceramente, um homem negro cuja dor visceral disso ele conhece", disse o governador segundo o veículo.

"Suas palavras para mim, quero que sejam confidenciais, mas para resumir o que foi: 'A justiça precisa acontecer aqui. A justiça precisa acontecer", continuou o político. "Ele disse que sente a compaixão e a humanidade dessas pessoas que estão falando. Ele sabe que o mundo está assistindo. Como Minnesota lida com isso terá um impacto em todo o país, e acho que foram essas as impressões dele", finalizou.

In dedication to George Floyd. #BlackLivesMatter #JusticeforGeorgeFloyd

Uma publicação compartilhada por Team Roc (@teamroc) em

Entretenimento