PUBLICIDADE
Topo

Lázaro conta episódio com Penélope: 'Muito bonita, mas não tão simpática'

Lázaro Ramos e Penélope Cruz - Reprodução / Instagram
Lázaro Ramos e Penélope Cruz Imagem: Reprodução / Instagram
do UOL

Colaboração para o UOL

22/05/2020 11h33

Lázaro Ramos lembrou o começo de sua carreira em conversa franca com o roteirista Gustavo Gontijo, no canal Gabinete Digital de Leitura, no YouTube.

Mesmo depois de ter protagonizado filmes importantes, Lázaro custou a acreditar que poderia ganhar a vida como artista.

"Demorei muito para ter essa certeza de que eu viveria da profissão de ator. Essa certeza só veio em 2008, quando eu já estava casado com Taís (Araújo). Eu já morava no Rio e pensava: 'Na hora em que tudo der errado, eu volto para o hospital'", confessou.

O ator, que chegou a trabalhar em Salvador como técnico de laboratório de um hospital, disse: "Até 2007, eu achava que tudo ia dar errado. Eu já tinha feito "Madame Satã", "O homem que copiava", já tinha feito "Carandiru". Até 2006 eu morava dividindo apartamento ou nos hotéis das produções dos filmes".

Durante a conversa, Lázaro lembrou um episódio das gravações de "Sabor da paixão", rodado na capital baiana: "Era protagonizado pelo meu amigo Murilo Benício e pela Penélope Cruz, muito bonita, mas não tão simpática, a verdade é essa, infelizmente".

O artista então contou detalhadamente o episódio infeliz que teve com a atriz espanhola: "Teve um dia em que ela estava almoçando sozinha numa mesa, fiz meu prato e sentei na frente dela. Na hora em que eu sentei, ela olhou para mim, jogou o garfo, levantou e foi embora sem dizer nada. Esses foram meus três primeiros filmes, como você acha que eu ia creditar que iria para algum lugar no cinema?".

Entre tantos planos pós-pandemia, ele pretende dirigir dois textos que o autor, diretor e amigo Jorge Furtado escreve para o teatro. Um deles protagonizado por Drica Moraes e a mulher do ator, Taís Araújo.

Entretenimento