PUBLICIDADE
Topo

Dakota Johnson fala sobre depressão na pandemia: 'Difícil ser positiva'

Atriz Dakota Johnson em cena de Suspiria - Reprodução/IMDb
Atriz Dakota Johnson em cena de Suspiria Imagem: Reprodução/IMDb
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/05/2020 19h40

Em entrevista para para o canal americano ExtraTV, a atriz e modelo Dakota Johnson falou sobre sua luta contra a depressão, que tem se acentuado durante o período de quarentena — necessária para conter o avanço do novo coronavírus.

A artista frisou a importância de manter uma boa saúde mental durante a pandemia. "Você está em casa, não está com seus amigos, nem com sua família, não é capaz de fazer as coisas que fazem você se sentir útil ou que você sente que está fazendo com sua vida ou que você tem um propósito", ponderou.

Ela continuou: "Você está nesse tipo de depressão, mas não tem muita certeza se se sente assim", complementou, comentando em seguida sobre a "imensa dor e tristeza" que a pandemia trouxe ao planeta.

"É difícil se sentir totalmente positivo o dia todo, todos os dias, quando o mundo está triste agora", lamentou a atriz, que é namorada de Chris Martin, vocalista do Coldplay.

Por fim, ela explicou o que costuma fazer nos momentos mais complicados da depressão. "Há muito o que você pode fazer para ajudar a si mesmo, mas até aquelas pequenas coisas, como meditação ou caminhar ou ser gentil com seu corpo, seu cérebro e você. São essas pequenas coisas que acho que fazem uma diferença maior no final das contas.

Há poucos dias, Dakota deu outra entrevista onde revelou que sofre com a depressão desde a adolescência. "Eu luto com a depressão desde que eu era jovem - desde os 15 ou os 14 anos", afirmou, mostrando-se preocupada com a situação do mundo durante a pandemia.

"Isso me mantém acordada durante a noite, a noite toda, todas os dias. Meu cérebro vai para lugares loucos e obscuros", disse.

Entretenimento