PUBLICIDADE
Topo

Pai de Rihanna diz que ela enviou respirador após confirmação de Covid-19

Ronald Fenty e Rihann - Reprodução/Instagram
Ronald Fenty e Rihann Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/04/2020 21h32

Ronald Fenty, pai da cantora Rihanna, teve confirmado nessa semana o diagnóstico de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Ele disse em entrevista ao jornal The Sun que ela o ajudou com o tratamento, mesmo de longe.

"Minha filha Robyn (nome real da cantora) falou comigo todos os dias", comentou, acrescentando que ela enviou um respirador para ele, que tem 66 anos. No entanto, não precisou usá-lo. "Eu tenho que dizer, 'eu te amo muito, Robyn'. Ela fez tudo por mim. Aprecio tudo que ela fez", frisou.

Ele ainda contou que, por conta do diagnóstico, precisou passar 14 dias completamente isolado. "Tive muita febre. Eu achei que ia morrer, honestamente", afirmou, comemorando estar curado da doença.

A relação entre Ronald e Rihanna tem passado, ao longo dos anos, por diversas polêmicas. No ano passado, a cantora o processou por conta do uso da marca Fenty — sobrenome da família — pelo qual ela lança diversos produtos, além de sua marca de maquiagem. Por outro lado, Ronald criou uma empresa de entretenimento com o mesmo nome, sem consultar a filha famosa.

Segundo o TMZ, que noticiou o caso na época, Rihanna acusou o pai de querer enriquecer às custas dela. A artista enviou cartas pedindo para que o pai, que mora em Barbados (terra natal da família), deixasse de usar a marca. Ela não foi atendida, e por isso abriu um processo.

Entretenimento