PUBLICIDADE
Topo

Sony anuncia fundo de US$ 100 milhões para ajudar no combate ao coronavírus

O CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, em evento em Tóquio - Eugene Hoshiko/AP Photo
O CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, em evento em Tóquio Imagem: Eugene Hoshiko/AP Photo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/04/2020 10h08

A Sony, gigante do entretenimento e da tecnologia do Japão, criou um fundo de US$ 100 milhões (aproximadamente R$ 524 milhões) para ajudar pessoas em todo o mundo envolvidas no combate ao novo coronavírus.

Anunciada hoje, a iniciativa terá como alvo três áreas: apoiar os profissionais da saúde, ajudar nos esforços educacionais para crianças que não podem ir à escola e também colaborar com os membros da comunidade criativa na indústria do entretenimento.

Deste fundo, US$ 10 milhões já serão dedicados ao Solidarity Response Fund, criado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pela Organização das Nações Unidas (ONU).

"Juntamente com as empresas do seu grupo envolvidas na indústria do entretenimento, a Sony buscará maneiras de apoiar criadores, artistas e todos os profissionais que apoiam a indústria, que foram impactados pelo cancelamento ou adiamento de concertos e eventos ao vivo, ou o encerramento de produções de cinema e televisão", diz a declaração da empresa.

"A Sony estende seus pêsames às famílias dos que faleceram como resultado da crise do COVID-19 e estende suas simpatias a todos os que foram afetados", afirmou também Kenichiro Yoshida, presidente e CEO da Sony.

Até o último domingo (29), o Japão tinha 2.578 casos confirmados de covid-19, incluindo 712 de um navio de cruzeiro, com 64 mortes, segundo o Ministério da Saúde.

Entretenimento