PUBLICIDADE
Topo

Alok fala sobre trio sem cordas em Salvador: 'Hoje me sinto um artista pop'

Alok comanda trio sem corda em Salvador - Reprodução/Instagram
Alok comanda trio sem corda em Salvador Imagem: Reprodução/Instagram
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

do UOL

22/02/2020 20h52

Pelo terceiro ano consecutivo, Alok comanda um trio sem cordas no circuito Dodô (Barra/Ondina) durante o carnaval de Salvador. Momentos antes de tirar todos os foliões do chão neste sábado (22), o DJ conversou com a Coluna do Leo Dias e contou que já deixou de ser um artista segmentado do eletrônico e passou a ser mais abrangente.

"Houve a proposta do trio em 2018 e eu estava um pouco receoso no começou porque não sabia como iam me receber, mas foi super legal e uma conversão do que eu via no meu dia a dia: eu deixei de ser um artista segmentado do eletrônico e passei a ser mais abrangente. Hoje me sinto um artista pop. Eu acho que o Carnaval passa a ser mais democrático quando ele acolhe os diferentes tipos de tribo e gênero, então, eu fico feliz de trazer um pouco dessa dinâmica pro Carnaval de salvador", conta o pai de Ravi.

Apesar da agenda lotada durante o Carnaval, o DJ tenta encontrar brechas nas apresentações para ficar com a família. À caminho do trio elétrico de Salvador, Alok ficou conversando com a mulher, a médica Romana Novais, através de chamada de vídeo. Ela não conseguiu acompanhar o marido para se dedicar ao pequeno Ravi, de 5 meses.

"Em São Paulo, a Romana conseguiu ir comigo, ela foi e voltou. Mas aqui realmente não teve como, o Ravi é muito novinho ainda. Eu volto para São Paulo ainda hoje de madrugada e vou ficar um pouco com eles, estou tentando conciliar minha agenda e passar o máximo de tempo em casa", diz o DJ super orgulhoso da família.

Além de arrastar uma multidão no trio de Salvador, Alok animou São Paulo durante o pré-Carnaval. Considerado um dos melhores DJs do mundo, o músico destaca que os foliões têm que ser consciente também durante a festa:

"Carnaval é o momento que a gente se desconecta dos problemas, celebra e festeja. Já que vamos celebrar, vamos fazer com consciência. Se for paquerar, faça com respeito. Se for curtir, lembre que está num ambiente coletivo, seu limite acaba quando começa o do outro. Assim, a gente consegue se libertar do que há de melhor em nós".

Entretenimento