PUBLICIDADE
Topo

Sem maldição: Veja artistas que fizeram bate-e-volta entre Globo e Record

.2015 - Tom Cavalcante volta a se apresentar na Globo após 11 anos "banido" - Reprodução/TV Globo
.2015 - Tom Cavalcante volta a se apresentar na Globo após 11 anos "banido" Imagem: Reprodução/TV Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

10/02/2020 00h18

Resumo da notícia

  • Há 16 anos Tom Cavalcante desafiou Globo e foi para a Record
  • Furiosa, Globo decretou que ele jamais voltaria a pisar na emissora
  • O "jamais" durou 11 anos e Tom voltou à TV da família Marinho
  • No fim, ele abriu a porta de vai-vem para dezenas de outros artistas

Há 16 anos algo impensável ocorreu no mundo da TV brasileira.

Um artista renomado, um humorista famoso, com carreira estável na Globo, milionário, decidiu deixar a emissora líder e mudar para a então terceira colocada, a Record.

O artista era Tom Cavalcante, então considerado um sucessor de Chico Anysio. Era o dia 30 de junho de 2004 quando o fato inconcebível aconteceu.

Tom, então com 42 anos, rescindiu contrato com a Globo pouco antes de seu término, e na mesma noite assinou um vínculo de três anos com a Record, com renovação automática por outros três.

Este colunista foi o arauto da notícia que caiu como uma bomba não só entre os fãs da TV mas principalmente dentro da Globo.
https://www1.folha.uol.com.br/folha/colunas/ooops/ult340u784.shtml

Tom estava farto de ver seus projetos serem engavetados um a um na emissora carioca.

A Record estava no início de um projeto de longo prazo, com dinheiro em caixa e tinha o objetivo ambiciosíssimo até o fim daquela década de superar a Globo no ibope.

Sua decisão à época foi considerada um suicídio profissional.

Foi o ano que a Globo declarou guerra não à Record -a quem já desprezava solenemente—, mas a seu próprio elenco.

A direção da emissora fez chegar uma promessa (ou melhor um alerta de maldição) a todos os seus funcionários, artistas ou não.

Aquele que ousasse a repetir o gesto de Tom Cavalcante teria seu mesmo destino: ser banido para todo o sempre de qualquer vínculo com o Grupo Globo.

Por longos 11 anos Tom esteve de fato longe da Globo. Mas, o imponderável aconteceu e ele retornou.

No dia 21 de maio de 2015, após muito lobby do amigo Fausto Silva, Tom voltou a se apresentar no palco da emissora e encerrou a proscrição no "Domingão do Faustão".
https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/proibido-durante-11-anos-tom-cavalcante-volta-a-globo-dia-21-8149

Bem, tudo isso é história e a vida deu muitas voltas e hoje não existe mais nada disso.

Inúmeros artistas globais já foram para a Record, retornaram à Globo e depois voltaram para a Record etc. C

om um número limitado de artistas realmente talentosos, parece já haver mais sentido em criar essas regras de banimento ou de amaldiçoamento.

A coluna traz hoje uma lista de mais de 40 profissionais que já fizeram um bate-volta nas emissoras arquiinimigas.

Se vocês, leitores, lembrarem de mais nomes, incluam no sistema de comentários do UOL abaixo. Mas, que fique registrado: o pioneiro e corajoso foi Tom.

Tom Cavalcanti
Paulo Vieira
Fabio Porchat
Marcio Garcia
Marcelo Serrado
Bianca Rinaldi
Paloma Duarte
Tuca Andrada
Milhem Cortaz
Leticia Colin
Emilio Dantas
Chay Suede
Sophia Abrahão
Artur Aguiar
Micael Borges
Lua Blanco
Paola Oliveira
Diego Montez
Gabriela Moreyra
Helena Fernandez
Silvia Pfeifer
Eduardo Galvão
Heitor Martinez
Raphael Viana[
Bruno Ferrari
Ana Maria Braga
Sergio Marone
Vanessa Gerbelli
André Bankoff
Carla Marins
Igor Rickli
Dudu Azevedo
Paloma Bernardi
Angelo Paes Leme
Cristine Fernandes
Claudia Melo
Ernani Moraes
Valentina Bulc
Paulo Gorgulho
Luciana Braga
Eri johson
Kadu Moliterno
Roberto Bontempo
André Martins
Viviane Araujo

Ricardo Feltrin no Twitter, e site Ooops

Entretenimento