PUBLICIDADE
Topo

Canal erótico lança nova categoria de filme para assinantes: "Corno"

Cena de um dos mais de 30 filmes disponibilIzados pelo canal Sexy Hot na categoria "Corno" - Divulgação/ Sexy Hot
Cena de um dos mais de 30 filmes disponibilIzados pelo canal Sexy Hot na categoria "Corno" Imagem: Divulgação/ Sexy Hot
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

14/12/2019 07h38

Depois de lançar um canal no YouTube sem sexo e de disponibilizar minivideos gratuitos por whatsapp, o canal erótico Sexy Hot (Globosat/Playboy) está lançando mais uma inovação para seus assinantes.

Como muita gente sabe, canais eróticos dividem seus filmes em categorias: existem "peitudas", "bundudas", "atrizes nacionais", "ninfetas", "gordinhas", "loiras", "orientais", "ménage", "lésbicas" etc.

Bem, agora há mais uma categoria exclusiva do Sexy Hot: "Cornos".

São filmes em que sempre namorados, maridos ou esposas flagram o "conje" pulando a cerca.

Geralmente o traído entra em desespero a princípio, mas no fim tudo acaba bem entre o trio ou quarteto —se é que me entendem.

Segundo a direção do Sexy Hot, a decisão de criar essa categoria aconteceu depois que analisaram as buscas em 2019, e descobriram que a palavra "corno" foi a 4ª mais buscada do ano.

"Estamos sempre buscando entregar conteúdos diferenciados para nossos assinantes através de curadoria e produções exclusivas. Queremos que todos que gostam de sexo encontrem o vídeo perfeito para o que desejam no momento", diz o diretor do Grupo Playboy do Brasil, Mauricio Paletta.

Paletta é idealizador também do prêmio Sexy Hot, o "Oscar" do pornô brasileiro. O mercado de filmes eróticos é um dos mais rentáveis da TV por assinatura e chega a rivalizar em receitas com os canais Premiere, de futebol ou de UFC.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Entretenimento