PUBLICIDADE
Topo

Conselho critica Globo por sátira com contador no humorístico "Zorra"

Conselho critica Globo por debochar de contadores em "Zorra" - Reprodução/TV Globo
Conselho critica Globo por debochar de contadores em "Zorra"
Imagem: Reprodução/TV Globo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

10/12/2019 19h51

O Conselho Federal de Contabilidade emitiu comunicado oficial, hoje à noite, no qual repudia a sátira feita pelo humorístico "Zorra", da Globo, no último sábado.

A cena em questão fala sobre o personagem César Lobatto, um contador que ganha o troféu "Nem fede e nem cheira", em premiação fictícia criada "para quem nunca ganhou nada vida". Em seguida, Lobatto sobe ao palco para receber o prêmio e dedica a vitória para várias pessoas, dentre elas, "meus pais, que nunca esperaram nada de mim".

Na nota, o conselho faz duras críticas à emissora e avalia que, de forma desrespeitosa e debochada, o quadro depreciou a imagem do profissional da Contabilidade.

"Lamentamos que uma empresa de comunicação de massa, que opera mediante concessão do Poder Público, utilize essa autorização estatal para difamar profissionais que detêm a confiança da sociedade por agir no interesse público e por exercerem sua função com zelo, diligência, honestidade, seriedade, integridade e competência em todo o país", diz um trecho da nota.

"Aliás, a Rede Globo de Televisão, em outras oportunidades, em suas telenovelas ou minisséries, já apresentou cenas envolvendo a figura do contador de forma depreciativa e, inobstante as manifestações do CFC e de outros órgãos da classe, permanece com essa prática de vilipendiar o profissional da Contabilidade", completa.

O UOL procurou a assessoria da Globo, por e-mail e telefone, e aguarda posicionamento.

Leia a nota na íntegra

O Conselho Federal de Contabilidade vem a público externar repúdio ao programa Zorra Total, da TV Globo, exibido no último sábado (7), que, de forma desrespeitosa e debochada, depreciou a imagem do Profissional da Contabilidade, no episódio "Prêmio Nem fede e Nem cheira".

Aliás, a Rede Globo de Televisão, em outras oportunidades, em suas telenovelas ou minisséries, já apresentou cenas envolvendo a figura do Contador de forma depreciativa e, inobstante as manifestações do CFC e de outros órgãos da classe, permanece com essa prática de vilipendiar o Profissional da Contabilidade.

Lamentamos que uma empresa de comunicação de massa, que opera mediante concessão do Poder Público, utilize essa autorização estatal para difamar profissionais que detêm a confiança da sociedade por agir no interesse público e por exercerem sua função com zelo, diligência, honestidade, seriedade, integridade e competência em todo o País.

A própria Rede Globo possui em seus quadros diversos contadores trabalhando para a empresa e, portanto, deveria se envergonhar de difundir tais estereótipos de seus próprios funcionários.

Em "Princípios e Valores da TV Globo no Vídeo", disponível em seu sítio na internet, a TV Globo afirma que tem por compromisso valorizar o Brasil e seus talentos, sua origem e cultura - principais fontes de inspiração para os conteúdos que ela pesquisa, cria, produz e exibe.

Entretanto, a prática que vemos em sua programação não nos parece estar alinhada com esses princípios. Exemplo disso está estampado na edição do programa referido, que desrespeitou uma classe contábil de mais de 520 mil profissionais, que existe no Brasil e no mundo há mais de um século, quando a TV Globo sequer pensava em existir.

Lamentamos que a Direção dessa empresa não tenha o devido zelo e acurácia na seleção e na contratação daqueles que fazem ou dirigem seus programas e permita que sejam produzidas peças de vídeo de tão baixa qualidade artística e nenhuma preocupação com os princípios e valores que propaga e os que regem a sua atividade empresarial.

Conselho Federal de Contabilidade

Entretenimento