PUBLICIDADE
Topo

Política agressiva da CNN Brasil em contratações irrita canais de TV

Monalisa Perrone faz parte do time da CNN Brasil  - Ramon Vasconcelos/Rede Globo
Monalisa Perrone faz parte do time da CNN Brasil Imagem: Ramon Vasconcelos/Rede Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

do UOL

Colunista do UOL*

08/12/2019 00h05

Resumo da notícia

  • CNN Brasil não poupa esforços em contratações
  • Novo canal de notícias continua provocando desfalques em redes de TV
  • CNN tirou recentemente Daniela Lima da TV Cultura

Com uma política de contratações bastante agressiva, o comando da CNN Brasil tem irritado executivos de outras emissoras de TV.

O novo canal de notícias, que passa a funcionar a partir de março de 2020, não tem poupado esforços no sentido de levar para suas fileiras vários nomes importantes, provocando desfalques até inesperados, como o de Daniela Lima.

A sua saída da TV Cultura acabou surpreendendo, e Vera Magalhães, conforme antecipado por aqui, assumirá o programa "Roda Viva".

Evidente que toda essa ação provoca críticas, ranger de dentes...

Para tirar apresentadores de outros veículos, a CNN Brasil, além de quantia superior, tem colocado propostas de contratos de longa duração.

O descontentamento, no caso de alguns, é outro fator que também colabora para essas contratações. Monalisa Perrone, cansada das madrugadas, é um dos exemplos.

Em janeiro, possivelmente na segunda quinzena, a CNN Brasil dará início à gravação de pilotos com todos os seus contratados.

*Colaborou José Carlos Nery

Entretenimento