Topo

Woody Allen chega a acordo com a Amazon e encerra ação milionária

Woody Allen durante apresentação de seu novo filme em San Sebastián, na Espanha - AFP
Woody Allen durante apresentação de seu novo filme em San Sebastián, na Espanha Imagem: AFP
do UOL

Do UOL, em São Paulo

09/11/2019 12h47

O cineasta Woody Allen chegou a um acordo na noite de sexta-feira e encerrou uma disputa judicial com a Amazon, que havia movido em função do cancelamento lançamento de quatro filmes pela empresa. Os termos do acordo não foram divulgados.

Allen havia acionado a empresa em fevereiro deste ano alegando que ela não havia justificado o cancelamento de um contrato para o lançamento de seus próximos filmes, com pagamento de garantias variando entre US$ 68 milhões e US$ 73 milhões, de acordo com o site "Hollywood Reporter".

A motivação da Amazon para o cancelamento foi a acusação de que o cineasta teria abusado de sua filha adotiva, Dylan Farrow. A denúncia ganhou destaque durante o movimento #MeToo, inciado no final de 2017.

Em agosto deste ano, Allen havia sofrido uma derrota judicial contra a Amazon após uma juíza distrital dispensar quatro das oito queixas dele contra a empresa. Em sua queixa, o cineasta alegou que a Amazon não poderia cancelar os acordos de distribuição dos filmes com base em uma acusação "sem provas".

Entretenimento