Topo

Vila Sésamo cria personagem para falar sobre drogas pela 1ª vez

Divulgação
Imagem: Divulgação
do UOL

Do UOL, em São Paulo

10/10/2019 10h33

A série infantil Vila Sésamo deu um passo inédito em suas décadas de exibição na TV mundial e vai abordar o abuso de drogas. Um novo personagem foi criado para explorar o tema, chamado Karli, um bichinho peludo verde e amarelo, cuja mãe lida com dependência de farmacêuticos.

Com a novidade, a Vila Sésamo entra em um assunto delicado nos Estados Unidos: a crise de vício em opioides - medicamentos com efeito analgésico.

Os criadores da série afirmam que os dados alarmantes nos EUA os incentivaram a entrar no tema. Estatísticas mostram que 5,7 milhões de crianças moram com pais ou cuidadores que têm problemas de abuso da substância. Mais de 10 milhões de pessoas usaram de forma incorreta prescrições de opioides e 130 pessoas morrem diariamente por conta disso.

"Não há nada que fale sobre abuso de substâncias para crianças e jovens, na perspectiva deles", afirmou Kama Einhorn, gerente de conteúdo da Sesame Workshop, ao The Guardian. O objetivo é também dar aos pais uma ferramenta para falar disso com seus pequenos.

A iniciativa é parte da Sesame Street in Communities, que oferece ajuda online com atividades infantis e assistência aos pais. Neste verão, em Nova York, produtores e criadores se reuniram em um estúdio com uma ONG para filmar segmentos relacionados ao tema.

O novo personagem Karli, performado por Haley Jenkins, recebeu uma família com pais em recuperação. "Oi, sou eu, Karli. Estou aqui com minha amiga Salia. Ambos os nossos parentes têm o mesmo problema - vício", Karli diz à câmera.

"Minha mãe e meu pai me disseram que vício é uma doença", diz Salia Woodbury, de dez anos.

"Sim, é uma doença que faz as pessoas sentirem que têm de usar drogas ou álcool para se sentirem bem. Minha mãe estava tendo um período difícil com vício e eu senti que minha família era a única passando por isso. Mas agora conheci outras crianças como nós. Me fez perceber que não estou sozinho", o boneco continua.

"Verdade, não estamos sozinhos. E é OK se abrir para falar sobre nossos sentimentos", responde Salia. O segmento ainda fala sobre sentimentos, inclui arte e até exercícios respiratórios. Houve ainda cuidado com os termos, evitando vício no lugar de abuso de substâncias e recuperação em detrimento de sobriedade, para ser mais claro para as crianças.

Karli já havia aparecido na Vila Sésamo este ano, mas só agora se explicará por que sua mãe teve de deixar a série por um tempo.

A série é famosa por ter tratado temas delicados em suas cinco décadas de existência. A morte foi abordada em 1982, depois de uma das estrelas do show, Mr. Hooper, morrer. Também já se falou sobre racismo, adoção e autismo.

Mais Entretenimento