Topo

Equipe de campanha de Biden critica Facebook por manter anúncio de Trump

09/10/2019 16h12

Washington, 9 Out 2019 (AFP) - A equipe da campanha de Joe Biden, pré-candidato democrata às eleições presidenciais nos Estados Unidos, criticou nesta quarta-feira (9) o Facebook por se negar a retirar um anúncio do presidente Donald Trump que divulga informações falsas sobre o ex-vice-presidente de Barack Obama.

O anúncio afirma que, quando estava no governo Obama (2009 a 2017), Biden "prometeu" 1 bilhão de dólares à Ucrânia caso demitisse o procurador que investigava a empresa de seu filho".

Uma afirmação "que foi provada que era completamente falsa", informou a equipe de campanha de Biden numa mensagem eletrônica enviada ao Facebook, à qual a AFP teve acesso.

O caso ucraniano foi o fato que iniciou a investigação da oposição democrata para a abertura de um processo de impeachment do republicano Trump.

"É inaceitável para qualquer rede social permitir que um conteúdo deliberadamente mentiroso corrompa sua plataforma", indicou em um comunicado o porta-voz de Biden, TJ Ducklo.

O Facebook respondeu que os pedidos encaminhados diretamente de personalidades políticas não são analisados em seu programa de verificações.

Elizabeth Warren, outra pré-candidata democrata às eleições presidenciais de 2020, também denunciou nesta semana a rede social de Mark Zuckerberg por publicação de mensagens políticas.

"O Facebook já não tem nenhum problema para difundir anúncios políticos com mensagens sem fundamento", postou a democrata no Twitter.

O conteúdo do anúncio publicado pelos republicanos no Facebook, recusado pela CNN, foi exibido em outros canais a caba americanos, assim como no Twitter e YouTube.

Mais Entretenimento