Topo

Xuxa diz que se sentiu desvalorizada na Globo: "Mas eu estava errada"

Xuxa estreia nova temporada do "Dancing Brasil", na Record - Divulgação
Xuxa estreia nova temporada do "Dancing Brasil", na Record Imagem: Divulgação
do UOL

Leo Dias

Colunista do UOL

14/08/2019 04h00

Aos 56 anos, Xuxa ainda carrega o status de ser uma das maiores estrelas do Brasil, o que não a impede de olhar para trás e jogar luz sobre episódios marcantes de sua vida sob nova perspectiva.

A saída da Globo é um bom exemplo. "Não imaginava que isso pudesse acontecer. Recebi absolutamente tudo o que um ser humano poderia receber dentro de uma empresa. Ninguém teve tanto espaço nem tantas regalias como eu. Mas as coisas começaram a mudar, a televisão começou a mudar. E eu comecei a cobrar e a querer coisas que eles não podiam mais me dar", afirma.

"Me senti desvalorizada. Mas eu estava errada de querer aquilo tudo", reconhece.

Com o olhar voltado para a própria história, Xuxa revela que topou participar do projeto de um filme que retratará sua trajetória.

"Não posso contar minha história sem contar primeiro a história da minha mãe. [Sem falar do] meu berço, minha família. Até para as pessoas poderem me conhecer, saberem por que eu olho no olho, por que eu gosto de falar a verdade, por que eu gosto de bichos, por que eu não me drogo, por que eu levanto a bandeira contra a discriminação. Eu tinha uma mãe que fazia isso."

A rainha estreia hoje nova temporada do "Dancing Brasil", na Record, e diz que sente muito preconceito com relação à emissora. No sábado, ela volta aos palcos, em São Paulo, com o Xuxa Xou. "Vamos mexer com a memória afetiva das pessoas. Já são 36 anos, daqui a pouco serão 40 anos, quatro gerações que cresceram me vendo na nave."

Veja a íntegra da entrevista

Mais Entretenimento