Topo

Com dois governadores na quadra, Vila Isabel lança enredo sobre Brasília

Evento na quadra de Vila Isabel foi prestigiado por dois governadores: o do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e o do Rio de Janeiro, Wilson Witzel - Eduardo Hollanda/Divulgação
Evento na quadra de Vila Isabel foi prestigiado por dois governadores: o do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e o do Rio de Janeiro, Wilson Witzel Imagem: Eduardo Hollanda/Divulgação
Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

do UOL

14/07/2019 19h52

Terceira colocada no último Carnaval, a Unidos de Vila Isabel lançou, na noite deste sábado (13), o seu enredo para 2020. O tema, que será patrocinado pelo governo do Distrito Federal, foi batizado como "Gigante pela própria natureza: Jaçanã e um índio chamado Brasil" e contará com o desenvolvimento plástico do carnavalesco Edson Pereira. O evento na quadra da escola foi prestigiado por dois governadores: o do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e o do Rio de Janeiro, Wilson Witzel

Elaborada para comemorar os 60 anos da Capital Federal, a narrativa fugiu do que se imaginava inicialmente. Ao invés de contar literalmente a história de Brasília, a Vila Isabel, a partir de uma lenda indígena, falará da formação dos povos das diversas regiões do país e que desembocaram na fundação de Brasília. De acordo com Edson Pereira, "é muito importante dizer que estamos construindo o enredo a partir da esperança do povo brasileiro. Brasília é construída por todo o nosso povo. E cada um de nós tem uma identidade e a união dessas identidades será mostrada na Avenida", explicou.
O governador Ibaneis, acompanhado de sua comitiva, caiu no samba, desde o show de abertura, conduzido por Dandara e Raoni Ventapane, netos de Martinho da Vila. O político mostrou-se animado com a parceria entre o Distrito Federal e a azul e branca. ". A sinopse passa uma mensagem de esperança, derramando muita felicidade para todo o povo. Brasília foi a cidade criada para integrar o Brasil e o Carnaval que a Vila irá nos oferecer é da união de todo o Brasil", afirmou.

Apresentado no palco pelo presidente da escola, Fernando Fernandes, como "quem abraçou a causa do Carnaval", o governador Wilson Witzel, reforçou o compromisso de que o Governo do Rio de Janeiro estará apoiando as escolas de samba no próximo Carnaval. "Tenho certeza de que o Carnaval 2020 será maravilhoso. Contem com meu apoio incondicional. Esta é a maior festa do Rio de Janeiro e ele não acabará", disse Witzel, que vestiu uma camisa da escola e arriscou alguns passos de samba.

A Vila Isabel também aproveitou a oportunidade para coroar sua nova rainha de bateria, Aline Riscado. A musa foi saudada em grande estilo pelos ritmistas de mestre Macaco Branco e desfilou, em cima de um tripé, pelo meio da quadra da escola.

Mais Entretenimento