Topo

Mascote de Eliana, Chiquinho conta como gravou escondido com Xuxa na Globo

Eliana abraça Chiquinho em reencontro: parceria do ator com apresentadora durou 13 anos - Divulgação/SBT
Eliana abraça Chiquinho em reencontro: parceria do ator com apresentadora durou 13 anos Imagem: Divulgação/SBT
do UOL

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

26/05/2019 04h00

Sem emprego fixo na TV há cinco anos, o ator e comediante Edilson Oliveira, o eterno Chiquinho do "Bom Dia & Cia", voltou ao SBT para gravar com Eliana um programa especial com Xuxa. No Instagram, a apresentadora compartilhou uma foto ao lado da Rainha dos Baixinhos e os mascotes de ambas e brincou sobre a antiga rivalidade nas manhãs. O que pouca gente sabe é que esse não foi o primeiro encontro entre Chiquinho e Xuxa.

"Eu fazia o programa da Eliana, logo no começo, nos anos 90, e dei minha escapada. Me passei por produtor musical e fui gravar o programa da Xuxa como o palhaço Fozco. Enrolei o pessoal do SBT e fui cantar no palco da Globo", contou Oliveira ao UOL esta semana, após a gravação para o "Programa da Eliana".

Edilson Oliveira posa com Xuxa como o palhaço Fozco - Reprodução/Arquivo pessoal
Edilson Oliveira posa com Xuxa como o palhaço Fozco
Imagem: Reprodução/Arquivo pessoal
Nos bastidores, Oliveira também diz ter contado, pela primeira vez, a história para a própria Xuxa, depois de quase 30 anos. Segundo o ator, ela nunca soube a verdadeira identidade por trás da fantasia de palhaço. "Ela lembrou de tudo, com muito carinho", afirmou ele, rindo.

"Casamento que deu certo"

Ator, comediante, dublador e manipulador, Edilson Oliveira é lembrado principalmente por sua parceria de mais de 13 anos com Eliana, no SBT e na Record. Foi nessa época que ele criou os personagens que acompanharam a carreira da loira em programas infantis, como Chiquinho e o Melocoton.

Aos 55 anos, ele vive hoje na Bahia, onde ainda se apresenta como Chiquinho em eventos infantis e projetos sociais.

"Eliana e eu nunca fomos repetitivos porque existia um sincronismo de palco. A maioria das vezes era no improviso, com cerca de três ou quatro horas ao vivo durante anos. Eu dava suporte a Eliana. Por isso foi um casamento profissional que deu certo", relembra ele, orgulhoso.

O casamento chegou ao fim em 2007 de forma abrupta, sem que a apresentadora pudesse nem se despedir do público. Oliveira acusa um diretor da Record à época de ter determinado a retirada do programa da grade, mesmo "com boa audiência e sucesso comercial".

"Havia um diretor com vaidade excessiva. Ele resolveu tirar o programa do ar, articulou. O programa era líder de audiência naquela época, batia e incomodava a Globo. Não tinha justificativa para acabar com o programa. Foi maldade humana", acusa.

Xuxa e Eliana posam com Dengue, Praga, Paquita, Melocoton, Chiquinho e Narcisa - Reprodução/Instagram
Xuxa e Eliana posam com Dengue, Praga, Paquita, Melocoton, Chiquinho e Narcisa
Imagem: Reprodução/Instagram
"Quero voltar à TV"

O comediante chegou a apresentar um programa infantil na afiliada da Record em Salvador, "O Mundo de Chiquinho", mas o projeto durou pouco tempo.

Após a rápida participação no "Programa da Eliana", não foram só os fãs do Chiquinho que sentiram falta da época. "Nem me fale... Sinto falta, sim. O meu maior sonho é voltar a trabalhar em rede nacional, onde tudo começou", admite Edilson.

Mais Entretenimento