Topo

Ratos de Porão e mais bandas criam novas versões do pôster do Dead Kennedys

Ratos de Porão ganha versão de pôster "censurado" pelo Dead Kennedys - Reprodução/Facebook
Ratos de Porão ganha versão de pôster "censurado" pelo Dead Kennedys Imagem: Reprodução/Facebook
do UOL

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

23/04/2019 22h20

A banda Ratos de Porão e outros grupos ganharam suas próprias versões do pôster do Dead Kennedys divulgado ontem após a polêmica envolvendo a arte que divulgava a turnê dos americanos no Brasil.

Agora sim !

Uma publicação compartilhada por velho ranzinza (@jgordo) em

As novas artes, no entanto, são adaptações da obra original do artista Cristiano Suarez, brasileiro contratado pela produtora EV7 Live para produzir o cartaz, que acabou eliminado das redes.

Ao UOL, por telefone, Cristiano Suarez diz que até chegou a ver o pedido de João Gordo para refazer a arte do Dead Kennedys para a sua banda, mas que não poderia aceitar por causa do contrato que assinou ao entregar o cartaz.

"Não toco nessa arte desde ontem, essa arte já me deu muita dor de cabeça. Como a arte tem direitos de uso pela produtora e eu tenho os direitos intelectuais dela, eu não podia passar isso pra frente ou vender sem o consentimento da produtora", explica.

Ainda assim, o artista diz aprovar as novas versões de sua obra. "O João Gordo deu a ideia e algum artista fez a montagem. Mas não fui eu. Inclusive não sei exatamente quem foi o artista que fez, me mandaram por Facebook." Sem dormir desde ontem, o desenhista original diz ter acompanhado tudo pelas redes sociais.

Artes aprovadas

"Tem um manifesto com um monte de banda usando a arte. Tirando o nome dos Dead Kennedys e botando o deles. Achei bem legal a ideia do pessoal, acabou sendo uma repercussão legal. Em nenhum momento trataram com desrespeito, até porque eles sacaram qual era a ideia do cartaz. Todos eles estão dando crédito, não tem problema algum", garante o artista.

Ele, porém, tomou o cuidado de retirar a arte original de suas redes sociais depois do imbróglio envolvendo a banda, que ele acredita ter sido um problema de comunicação entre os integrantes e o empresário. Tudo para evitar reproduções ilegais, como as que já circulam em camisetas no Mercado Livre. "Tirei também porque fiquei chateado. Não quero mais divulgar o show deles."

O alagoano confirma que a arte foi aprovada pela banda e reforça que só divulgou o desenho depois de ter aval deles. E se diz incomodado também com o comunicado divulgado pela banda, e posteriormente apagado.

"O que fiquei chateado é com a nota deles dizendo que não tinha nada a ver. Porque teve uma aprovação. Não sei quem aprovou. Se foi o empresário, se foram os integrantes. Mas que ela foi aprovada, foi. Porque ela foi até divulgada na página oficial da banda. Foi tão aprovada que eu só divulguei depois do aval da produtora."

20 mil seguidores em um dia

O ilustrador Cristiano Suarez - Reprodução/Instagram
O ilustrador Cristiano Suarez
Imagem: Reprodução/Instagram

O episódio rendeu uma fama instantânea ao ilustrador, que ganhou 20 mil seguidores de ontem para hoje somente no seu Instagram. "Recebi alguns xingamentos, mas a maioria foram elogios. Ontem de manhã eu tinha 6.500 seguidores. Agora estou com mais de 26,5 mil. Ou seja, a repercussão foi mais positiva do que negativa", avalia.

Dentre as provocações que recebeu, fez questão apenas de expor um comentário recebido por e-mail que ligava sua crítica política ao fato de ser nordestino.

"Achei uma afronta e divulguei para que ele fosse mesmo exposto. Tem que expor esse tipo de gente que pratica xenofobia. Mas ele não ameaçou minha integridade, apenas quis menosprezar o fato de eu ser nordestino, o que é ridículo. Pra você ver a crítica pra quem é, é justamente pra esse tipo de gente", explica lembrando o conteúdo do cartaz que foi retirado da internet.

Apesar de estar de mãos atadas com o cartaz que não deve mais ser usado para a banda, Cristiano recebeu centenas de pedidos de ontem pra hoje.

"Meu e-mail lotou, a minha noiva que me ajuda na questão administrativa disse que vai precisar de alguns dias para organizar os novos pedidos. Mas se eles me chamarem de novo não vou aceitar, pois não tenho mais psicológico pra uma repercussão pesada como essa."

Mais Entretenimento