Topo

Escritora acusa Globo de plágio e pede suspensão de "Sétimo Guardião"

Reprodução
O Sétimo Guardião: Após descobrir que León está vivo, Neide pressiona Judith pela verdade Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

2019-03-26T07:29:00

26/03/2019 07h29

"O Sétimo Guardião" ganhou mais um item para sua enorme lista de problemas: uma escritora do Rio de Janeiro acaba de entrar com uma ação judicial pedindo que a Globo suspenda imediatamente a exibição da novela.

A escritora Barbara da Cunha Coelho Rastelli, autora do livro espiritualista "As Muralhas da Vida Eterna: Uma Metáfora Sobre o Tempo" (2015, editora AgBook, 405 págs), acusa a emissora e os autores da trama de terem plagiado não só o cerne, mas vários trechos de seu livro na novela.

A ação é movida pelo escritório Velith e Barbosa Advogados Associados e a autora é a advogada Daniele Rabello, que fez a petição na Justiça em Teresópolis, Rio.

Na peça, a advogada pede não só a suspensão da novela, como também uma perícia integral e comparativa sobre as duas obras, além de uma análise do faturamento comercial do produto, para fins de indenização futura que poderá ser pedida à Globo.

A princípio, porém, o pedido de dano moral é R$ 150 mil.

A escritora enviou o livro à Globo em 2016. O comprovante de envio foi guardado e faz parte do processo ora citado.

A coluna teve acesso à íntegra da ação.

Procurados, Globo e o autor principal da novela, Aguinaldo Silva, não se manifestaram até a publicação deste texto (leia mais abaixo).

É bom lembrar que só a Justiça, com a ajuda de especialistas, pode decidir se uma obra é realmente plágio de outra, ou se estão sendo utilizadas em ambos casos ficção de domínio público ou de inspiração óbvia. Existe uma diferença entre similaridade e plágio.

Seguem alguns trechos e temas considerados plágios, pela autora do livro.

Os trechos

Novela: Os visitantes são chamados de forasteiros pelos cidadãos; no começo, o forasteiro Gabriel vai parar em Serro Azul sem nunca ter ouvido falar da cidade e depois tenta entender por que está aprisionado.

Livro: Em "As Muralhas da Vida Eterna" todos os visitantes da cidade Vida Eterna são chamados de forasteiros. O personagem central vai parar lá com outros sem saber como e tenta entender o motivo de seu aprisionamento.

Novela: Guardiões são seres centrais na trama

Livro: Guardiões são seres centrais na trama

Novela: Tem uma gruta que contém água muito preciosa e escondida do vilarejo pelos guardiões.

Livro: Tem uma gruta que contém água muito preciosa e escondida do vilarejo pelos guardiões.

Novela: Gato Leon é um animal místico que se comunica com humanos pelo olhar. É o protetor da gruta.

Livro: Loba se comunica com humanos pelo olhar. É a protetora da gruta (adendo: o book trailer do livro trazia um gato preto também).

Novela: Em um dos capítulos o forasteiro Gabriel (Bruno Gagliasso), em busca da solução de um enigma, entra num casarão e acha um livro misterioso que emana um enigma e parece ser muito antigo.

Livro: Forasteiros entram numa igreja em busca da solução de um enigma e acham um livro misterioso que emana um enigma e parece ser muito antigo.

Novela: Tem um local chamado orelhódromo, onde há uma ventania característica notada em vários capítulos

Livro: tem um morro no vilarejo onde impera uma ventania característica e presente em várias passagens.

Esses são apenas alguns trechos, a ação tem mais de 20 outros listados. A Justiça deve decidir nos próximos dias se acolhe a ação, o que é provável.

Depois disso a Globo irá se manifestar no âmbito judicial e só aí a Justiça decidirá se a novela sai ou continua sendo exibida.

Outro lado

A coluna procurou ontem a Globo, repassou-lhe informações da ação e pediu que a emissora se manifestasse. Até o momento isso não ocorreu. A Globo ainda não foi notificada, já que o juiz ainda não acolheu o pedido.

O autor principal da novela, Aguinaldo Silva, não pode se manifestar sobre o assunto.

Logo após sua estreia, "O Sétimo Guardião" já havia sido acusada de plágio. Alunos de uma espécie de "oficina" de autores de Aguinaldo Silva o acusaram de ter "roubado" duas ideias e utilizado na história.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Mais Entretenimento