Topo

Novela mexicana começa mal e já corre risco de sair do ar no SBT

Reprodução
Cena da novela mexicana "Rosa de Guadalupe", que foi adquirida pelo SBT Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

do UOL

Colunista do UOL

2019-03-14T10:08:38

14/03/2019 10h08

Conhecida como "a novela dos mil capítulos", "Rosa dos Milagres" estreou esta semana no SBT com péssima audiência.

Um dos motivos desse fiasco foi involuntário: porque ela estreou justamente numa semana atípica para o jornalismo policial, com desgraças e tragédias a granel e que que atraem muito público (embora não anunciantes).

Na estreia, a mexicana "Rosa" chegou a perder da Band. Também chegou a ficar 11 pontos atrás do "Cidade Alerta", da Record, esta semana.

Porém, o fiasco já era algo previsível até mesmo no próprio SBT.

Tanto que a novela foi escolhida por causa da praticidade de seu formato: cada capítulo começa e termina uma história inteira. Portanto, é um produto mais fácil de tirar do ar.

A compra da novela pelo SBT foi antecipada por esta coluna no final de janeiro.

O resultado de "Rosa dos Milagres" (no México é "Rosa de Guadalupe") está tão ruim que já preocupa não só o departamento comercial do SBT como o de Jornalismo: isso porque ela entrega o público para o "SBT Brasil" com péssimos números, e cabe ao jornal lutar sozinho para subir na escala de audiência.

"Rosa" também fez outro "milagre" às avessas (desculpem, não resisti ao trocadilho): derrubou o SBT em Goiânia uma de suas praças mais fortes no país.

Com tudo isso, o que a coluna apurou é que volta a se falar que, com o fracasso de mais uma novela mexicana, Silvio Santos poderia finalmente capitular e estrear um telejornal por volta das 18h, de segunda a sexta.

No entanto, em se tratando de Silvio, não há ninguém que coloque a mão no fogo por isso.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Mais Entretenimento