Topo

Band aguardou para noticiar morte de Boechat por respeito à família

do UOL

Gisele Alquas

Do UOL, em São Paulo

2019-02-11T14:25:56

11/02/2019 14h25

Mesmo tendo a confirmação do acidente com o seu principal âncora, a Band aguardou por mais de uma hora para noticiar a morte de Ricardo Boechat, por respeito à mulher dele, Veruska Seibel, também jornalista do grupo, que ainda não sabia que o marido estava na queda do helicóptero. 

O UOL apurou que Fernando Mitre, diretor de Jornalismo da Band, foi o responsável por contar pessoalmente a Veruska sobre a morte do marido. Pouco antes da queda da aeronave, Veruska havia postado uma foto da rapper Cardi B a homenageando por ser a única mulher a ganhar o Grammy por Melhor Álbum de Rap.

Johnny Saad, presidente do grupo Bandeirantes, ordenou que a emissora não confirmasse a notícia até que a família do apresentador fosse informada. José Luiz Datena, responsável por noticiar a morte de Ricardo Boechat ao vivo na Band, foi um dos primeiros a saber que o amigo estava na aeronave. Profundamente abalado, Datena teria dito nos bastidores: "Eu tenho que dar essa notícia". O apresentador entrou no ar 13h51, durante o programa "Os Donos da Bola".

Boechat havia participado de um evento de um laboratório farmacêutico em Campinas e retornava para o heliponto da Band na hora da queda. A previsão era para o helicóptero pousar às 12h15. O jornalista iria se preparar para a edição do "Jornal da Band". 

 O clima na redação da emissora é de profunda tristeza. Conhecido por seu jeito durão, o âncora era bastante querido por sua equipe. Ele era casado pela segunda vez com Veruska, de 46 anos, desde 2005, e tinha duas filhas com ela: Valentina, 12, e Catarina, 10. Ele deixa outros quatro filhos: Bia, 40, Rafael, 38, Paula, 36, e Patricia, 29, frutos do casamento com Claudia Costa de Andrade.

Choro ao vivo

Eduardo Barão, que dividia a bancada com Ricardo Boechat na BandNews FM, entrou ao vivo aos prantos após a confirmação da morte do amigo. 

"Eu estava no ar na TV agora há pouco, surgiu a notícia sobre o helicóptero e a gente foi entrevistando. Eu jamais imaginei que ele estivesse dentro. Eu tinha convicção de que ele tinha ido para Campinas de carro. Tão perto! Pega um carro, pega o meu carro! Mas não, foi no helicóptero, deve ter tido uma pane, alguma coisa que infelizmente aconteceu tantas vezes com tantas outras pessoas queridas. E aí infelizmente era o nosso Ricardinho que estava lá, o nosso Boechat", lamentou Barão.

A jornalista Sheila Magalhães relembrou a apuração da equipe da rádio quando chegaram as primeiras informações sobre Boechat estar na aeronave. 

"E a medida que os minutos iam passando, porque era para o helicóptero ter chegado aqui no heliponto da Band às 12h15, e aí 12h20, 12h30, 12h35. A Carla Bigatto estava aqui no ar apresentando o noticiário, fez entrevistas sobre a queda do helicóptero, com o Corpo de Bombeiros. A Carla estava aqui no ar, segurando, e a gente também fazendo o possível para poupá-la dos bastidores, que era verificar essa informação. Quando deu 12h42, 12h43, 12h44, 12h45... esse helicóptero não chegava, a angústia cresceu e veio a confirmação", contou Sheila, emocionada. 

A programação da Band e BandNews FM nesta terça será toda especial sobre a morte trágica de Ricardo Boechat. 

Mais Entretenimento