Topo

Pai da axé music, Luiz Caldas completa 53 anos ao som de estilos como metal, sertanejo, tango e MPB

do BOL, em São Paulo

19/01/2016 00h01

O músico baiano Luiz Caldas completa 53 anos nesta terça-feira embalado por ritmos que vão muito além da axé music que ele popularizou pelo Brasil na década de 1980.

Nascido em 19 de janeiro de 1963, Luiz alcançou o sucesso com a música "Fricote" em 1985, famosa pelo refrão "Nêga do cabelo duro/Que não gosta de pentear/Quando passa na baixa do tubo/O negão começa a gritar".

A escolha do cantor para a música tema da novela "Tieta", em 1989, só aumentou ainda mais a fama de Caldas, abrindo portas para muitos outros artistas baianos nos anos seguintes.

Atualmente

Multi-instrumentista, Luiz Caldas não ficou parado desde então. Além de ser figurinha carimbada nos trios elétricos de Salvador, o músico passou a disponibilizar em 2009 discos inéditos para baixar de seu site oficial.

Além do axé e outros ritmos tradicionais do nordeste como o forró, os discos apresentam estilos tão diferentes quanto a MPB e o heavy metal, além do reggae, samba, country, bossa nova, tango, bolero e cantigas infantis.

Os álbuns podem ser copiados mensalmente no site do cantor, que inclui também links para seu perfil no Facebook, Twitter e Instagram.

Entretenimento