PUBLICIDADE
Topo
Entretenimento

Entretenimento

Entomologista encontra maior aranha no mundo em floresta na Guiana

21.out.2014 - Aracnídeo Goliath Birdeater (ou "comedora de pássaros") pode pesar até 200 g - Reprodução/Piotr Naskrecki
21.out.2014 - Aracnídeo Goliath Birdeater (ou "comedora de pássaros") pode pesar até 200 g Imagem: Reprodução/Piotr Naskrecki

do BOL, em SP

21/10/2014 10h44

O entomologista e fotógrafo do Museu de Zoologia da Universidade de Harvard Piotr Naskrecki encontrou a maior aranha do mundo em uma caminhada noturna pela floresta tropical da Guiana.

Segundo informações do jornal O Globo, o aracnídeo Goliath Birdeater da América do Sul (“comedora de pássaros”, em tradução livre)  – pode possuir patas de até 30 cm e pesar em torno de 200 gramas - peso similar a de um filhote de cachorro.

Piotr Naskrecki contou em seu blog como foi a experiência de se deparar com o animal raro: “Eu ouvi o sussurro de um animal correndo. Eu podia ouvir claramente suas patas duras batendo nas folhas secas do chão. Apontei a lanterna em direção ao som, esperando ver um pequeno mamífero, um gambá ou rato, talvez”.

O entomologista ficou surpreso ao ver que se tratava de uma espécie rara de aranha. Piotr conta que a Goliath Birdeater é, provavelmente, a única aranha do mundo que pode ser ouvida ao andar. Apesar do nome, as aves não são a comida predileta da tal aranha, que prefere se alimentar de insetos, minhocas e rãs. O animal possui dentes que podem chegar a 2 cm de comprimento, com a capacidade de matar mamíferos ao injetar seu poderoso veneno.

"Toda vez que eu me aproximava da aranha, ela fazia três coisas. Primeiro, ela começava a esfregar suas pernas em seu abdômem peludo. 'Ah, que fofo!', eu pensei da primeira vez que vi a forma adorável como ela se comportava... Até que uma nuvem de cabelos que dão urticária atingiu meus olhos e me fez coçá-los e chorar por vários dias”, relatou. "Como se isso não fosse suficiente, o aracnídeo abaixava suas patas dianteiras e abria suas enormes presas, capazes de perfurar o crânio de um rato, e tentava me espetar com seus instrumentos pontudos", contou o entomologista. 
 
Essas aranhas gigantes vivem em tocas, são animais noturnos e encontrados em florestas tropicais da Guiana, Suriname, Sul da Venezuela e Norte do Brasil. No entanto, elas são raras e não costumam ser vistas por humanos. "Eu venho trabalhando nos trópicos da América do Sul há muitos e muitos anos, e nos últimos 10 a 15 anos, eu só encontrei uma aranha dessa espécie três vezes", explicou Naskrecki em seu blog.
 

Entretenimento