Copa do Mundo 2018

A dois dias de estreia, Espanha demite técnico que acertou com Real Madrid

Do UOL, em São Paulo

13/06/2018 07h05Atualizada em 13/06/2018 17h26

A federação espanhola de futebol (RFEF, na sigla em espanhol) anunciou nesta quarta-feira (13) que Julen Lopetegui foi demitido de forma imediata e não comandará a seleção na Copa do Mundo. A decisão foi tomada a dois dias da estreia do país, na sexta, contra Portugal, e é uma resposta à decisão do treinador em comandar o Real Madrid após o Mundial, anunciada na terça-feira. Até então diretor esportivo, o ex-jogador Fernando Hierro assume como técnico dos espanhóis na Rússia. 

Brasil estreia às 15h deste domingo; veja a tabela
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
Espanha se irritou com aviso sobre Real pouco antes de anúncio

"Não me sinto traído. Lopetegui, enquanto esteve conosco, fez um trabalho impecável. A outra coisa é como ele fez isso, sem conhecimento da federação", disse o presidente da federação, Luis Rubiales, em entrevista nesta quarta-feira em Krasnodar, cidade russa em que a seleção está concentrada.

Pierre Phillipe Marcou/AFP
Luis Rubiales é o presidente da federação espanhola de futebol Imagem: Pierre Phillipe Marcou/AFP
Desta forma, a Espanha terá Fernando Hierro, ex-zagueiro que disputou quatro Copas do Mundo, no banco de reservas na próxima sexta-feira, às 15h (de Brasília), contra Portugal. O país enfrenta ainda na primeira fase Irã e Marrocos pelo grupo B. "Teremos que trabalhar uma série de decisões a dois dias do começo do Mundial. Há muita coisa a se fazer", disse Rubiales. 

Lopetegui tinha contrato com a seleção espanhola até 2020, um vínculo que foi renovado recentemente, no fim do último mês de maio. Assim, o anúncio feito pelo Real Madrid pegou grande parte da seleção espanhola de surpresa.

"As negociações ocorreram sem nenhuma informação para a federação. (Ficamos sabendo) apenas 5 minutos antes da nota oficial (do Real Madrid). Existe uma forma de atuar que precisa ser cumprida", justificou Luis Rubiales.

A possibilidade de demissão já estava sendo ventilada desde a última terça-feira pela imprensa espanhola. Na chegada a Krasnodar, o próprio presidente da federação não garantiu a permanência de Lopetegui. Ainda na terça, a “Telecinco” flagrou imagens de Lopetegui em uma longa conversa com o diretor esportivo Fernando Hierro. Os dois gesticulavam bastante enquanto caminhavam ao redor do gramado, o que foi interpretado pela imprensa como um sinal da tensão entre eles.

De acordo com a imprensa espanhola, os jogadores da seleção ainda tentaram reverter a situação e pediram a permanência do treinador. Luis Rubiales não confirmou o pedido e disse que o grupo encarou bem a decisão. “Falamos com os jogadores, me atenderam muito bem e vão fazer todo o possível junto ao novo corpo técnico para ganhar o Mundial”, disse.

Era esperado que Lopetegui concedesse uma entrevista ainda nesta quarta-feira na concentração espanhola, mas ela foi cancelada. Assim, o treinador só vai se pronunciar sobre o ocorrido quando chegar na Espanha. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor