Topo

Bloco Soviético não estará no Carnaval de SP em 2018: "Vamos pra Cuba"

Em 2017, Bloco Soviético desceu Augusta aos gritos de "Lula, ladrão, roubou meu coração" - Ricardo Matsukawa/UOL
Em 2017, Bloco Soviético desceu Augusta aos gritos de "Lula, ladrão, roubou meu coração" Imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Do UOL, em São Paulo

22/12/2017 19h33

Parte do Carnaval de rua de São Paulo desde 2013, o Bloco Soviético não estará nas ruas da capital paulista em 2018. Em comunicado publicado no Facebook, os organizadores afirmaram, em tom bem-humorado, que o desfile "irá para Cuba, mas retorna em 2019".

Sobre a suspensão do desfile no ano que vem, o post fala sobre "burocracia, desconhecimento e desrespeito ao movimento do Carnaval", citando a atual gestão da prefeitura. "Dessa forma, em meio a tantas indefinições dessa gestão, optamos por não sair com o Bloco Soviético em 2018. Nossas forças estão exauridas. Nunca fomos profissionais de Carnaval e nem visamos dinheiro quando botamos nosso bloco na rua", diz a publicação.

Conhecido por seu viés político, o Bloco Soviético chegou a reunir 20 mil pessoas no Carnaval de 2017. "Vamos pra Cuba, como todo mundo acha que gente de esquerda deve fazer. Vamos. Mas voltaremos. 2019 estaremos de volta!", finaliza o texto.

Mais Entretenimento